4 dicas para quem precisa produzir conteúdo, mas não se acha capaz

Conheço muitas pessoas que se sentem incapazes de escrever um bom conteúdo. Elas costumam listar uma série de motivos para justificar esse fato, mas eu gostaria de destacar dois deles:

  • Não sei escrever corretamente, tenho problemas com a gramática.
  • Não tenho criatividade para escrever, não sei nem por onde começar, isso não é pra mim.

Você se identifica com algum desses problemas? Se a sua resposta for sim, eu gostaria de te dizer que você tem total capacidade de produzir artigos incríveis, mas isso vai depender apenas de você.

Nas próximas linhas eu vou compartilhar algumas dicas muito preciosas com você,  elas podem ser consideradas exercícios, pois são atividades que você vai colocar na sua rotina e que vão te ajudar de uma forma tão surpreendente que você nunca vai deixar de praticar.

Se você aceitar o desafio de colocar esses exercícios em prática, vai se descobrir um excelente produtor de conteúdo.

Dica 1:  Use a gramática do mundo moderno a seu favor

Não sei gramática, vou passar vergonha. Esse clássico motivo é a desculpa perfeita. Como a pessoa acredita que é ruim em gramática,  ela se sente incapaz de escrever algo e passar vergonha, desse modo nunca se aventura a criar um artigo sequer, pois já decidiu que não vai adiantar o esforço.   Se você está nessa categoria, eu tenho duas dicas muito legais para compartilhar.

Em  primeiro lugar você deve lembrar que a língua portuguesa passou por uma modificação, se você não andou lendo sobre as novas regras,  comece a ler um pouco sobre as mudanças hoje mesmo, elas vão simplificar a sua vida.

Além disso, nós temos a tecnologia, quantos programas diferentes você conhece que podem apontar os erros de um texto? Até o Facebook faz isso.

O Google é sempre um aliado na hora de descobrir a forma correta de escrever uma palavra,  mas por algum motivo muitas pessoas não usam. Se estar com dúvida, pergunte para o Google.

Só tenha cuidado com os sites de português de Portugal, algumas vezes eles aparecem no resultado e podem confundir você, é sempre bom verificar se a url do site é .br. Se você parar para pensar escrever corretamente já foi um desafio, em outra época, agora é só questão de escolha, então faça a sua.

Dica 02: A leitura ensina em todos os sentidos

 Em nosso país aprendemos desde cedo a importância da leitura,mas infelizmente a quantidade de brasileiros que tem a leitura como um hábito é mínima. Quantos livros você já leu esse ano?

Ler é um dos exercícios mais completos que existem, porque você consegue aprender inúmeras coisas fazendo apenas uma.

Quando você escolhe ler um livro de negócios aprende preciosas lições, muitas vezes lições que demoraram 20, 30 anos para serem aprendidas pelo escritor, e que são compartilhadas com você a preço de banana.

Esse conhecimento na verdade não tem preço, porque se tivesse seria inacessível, e isso é o que eu mais gosto sobre os livros, eles são um mundo de conhecimento, por um valor simbólico. Quando você está lendo um livro de ficção está viajando pelo mundo, as vezes por um mundo que nem existe, descobrindo coisas novas em lugares muitas vezes impossíveis, mas dentro de você, eles são reais.

Esse momento de ler uma boa história é algo maravilhoso e que pode ser feito de qualquer lugar, um lugar que estejam você e um bom livro.

livros

“Um leitor vive mil vidas antes de morrer, o homem que nunca lê vive apenas uma.”

George R. R. Martin  

A leitura também ensina a escrever bem e de forma criativa. Bons leitores também serão bons escritores. Quanto mais livros você ler, melhor vai escrever. Você vai perceber um aumento significativo no seu vocabulário e também vai sentir algo muito legal, as ideias fluírem da sua mente para serem colocadas no papel.

A forma como você estrutura um texto vai mudar, porque você já leu tantos textos, de tantas formas, que agora tem o seu modelo, que é a mistura do que você mais gostou com o seu estilo particular de escrita.

Sim, você tem um jeito particular de escrever, mas só vai perceber isso escrevendo.

Ler também vai te ajudar a escrever corretamente, uma vez que o seu cérebro vai memorizar as palavras da forma correta, como elas são escritas e não apenas faladas. Esse é inclusive um exercício excelente para aprender a escrever em outras línguas.

Você pode ler sobre tudo, especialmente estar sempre se atualizando sobre os assuntos da sua área, a única coisa que você não pode usar nesse exercício são revistas e blogs de fofoca e celebridades, eles não vão te ajudar nesse processo.

Dica 03: Transforme vídeos em artigos

dicas-produzir-conteudo

Esse é um exercício fácil e absolutamente eficiente. Muitas pessoas tem dificuldades com a escrita, mas são ótimas com as palavras, por isso transformar vídeos em artigos pode ser sua arma secreta para produzir excelentes conteúdos. Escolha um assunto,  grave um vídeo, de preferência em um lugar legal, com imagem e áudios bons.

Escute seu áudio e o transforme em texto, corrigindo eventuais erros de concordância. Suba seu vídeo no youtube e otimize para que ele tenha a possibilidade de ficar bem posicionado nos mecanismos de busca.

Se você não sabe como fazer isso, dê uma olhada no meu mini curso de otimização de vídeos para Youtube dentro do portal de membros. No  blog estruture o seu texto e coloque o vídeo no topo, assim o leitor pode escolher entre ouvir você ou ler o seu conteúdo.

Posso então colocar só o vídeo dentro do meu blog em vez de escrever o artigo? Não.

Você precisa ter os dois ou só o texto. Usar apenas o vídeo no seu blog é muito ruim para conquistar um bom posicionamento nos mecanismos de busca e também para o relacionamento com o seu leitor, se é um blog precisa ter texto, certo?

Esse também é um ótimo exercício para quem não tem tempo, você pode criar o conteúdo em vídeo e contratar um redator apenas para transcrever e postar para você, eu sempre indico esse modelo de trabalho para quem realmente não tem tempo de escrever. Conheci vários empresários que sempre falavam de conteúdo como algo impossível em suas rotinas, até conhecerem esse método.

Dica 04: A prática leva a perfeição

escreva-conteudo

No livro “O ponto da virada”, Malcolm Gladwell, explica que quando você pratica alguma coisa por 10 mil horas, você vira mestre. Os Beatles são um grande exemplo das 10 mil horas antes de ficarem famosos eles praticaram tanto que quando estouraram já eram mestres no que faziam. Isso quebra o mito de que quem não nasce com talento nunca vai ter capacidade.

Algumas pessoas têm talento nato para algumas áreas, outras podem ter mais dificuldades, mas pratique qualquer coisa por 10 mil horas, no começo vai parecer impossível, mas depois vai ficar tão fácil, não porque é fácil, mas porque você já fez aquilo inúmeras vezes para se tornar muito bom.

Recentemente conheci um senhor que trabalha em uma fazenda no estado de Minas Gerais. Ele estava me explicando algumas coisas que tinha implementado na fazenda.

Me contou como amansou um boi, ajudou um cavalo que estava magro porque os outros não gostavam dele e não o deixavam comer direito, como organizou os lugares onde os animais ficavam, em cerca de 30 minutos ele me mostrou algumas coisas que realizou e que melhoraram a vida dos bichos nos últimos 7 meses, que era o tempo que ele estava trabalhando ali.

Me contou também que já fez o parto de uma ovelha e salvou os dois filhotes, pois o veterinário não chegaria a tempo.

E ele me disse:

– Filha, eu não tenho estudo, sou analfabeto, mas eu sei muita coisa porque aprendi desde cedo, desde menino quando morava no nordeste, tenho experiência.

A teoria sem a experiência é morta, se você ler esse artigo e não aplicar o que eu ensinei, nada vai acontecer, mas se aplicar e praticar com afinco, vai perceber que você pode o que desejar, como eu disse no começo desse artigo, só depende de você.

Quais são as suas dúvidas sobre marketing de conteúdo? Não deixa de compartilhar comigo nos comentários,quero te ajudar.

Forte abraço e até a próxima pauta.

Iaponira Oliveira
Publicitária, Gestora de conteúdo e Co-fundadora do portal Marketing Com Digital. Realizou projetos de Marketing de Conteúdo em diversas empresas e é responsável por vários treinamentos sobre produção de conteúdo.

Guia básico de marketing de conteúdo: Os 6 elementos essenciais do conteúdo que vende

Seja útil. Eu tenho repetido isso todas as vezes que crio um curso, escrevo um artigo ou respondo a pergunta de alguém sobre marketing de conteúdo.

A questão é que muitas pessoas têm muito a dizer, querem ser úteis, mas simplesmente não sabem como. Você está nesse grupo de pessoas?

Se sim, eu peço que você dedique seus próximos minutos a leitura desse conteúdo, pois eu preparei esse guia especialmente para você.

1. Escreva para pessoas

como-escrever-conteudo

Nos últimos anos as pessoas tem mergulhado cada vez mais no mundo digital, criado laços, compartilhado coisas em comum, como por exemplo, as comunidades do orkut, que traziam a tona o fato de que nós somos diferentes, mas temos sempre muito em comum.

As empresas têm mudado a forma de comunicação, se adaptado ao que as pessoas querem: humanização.

Quem nunca achou fofo o pinguim do Ponto Frio respondendo as pessoas na maior camaradagem? Ou a prefeitura de Curitiba tirando a maior onda na internet brasileira?

São tantos e tantos exemplos de como as grandes corporações cheias de regras e hierarquias têm estado tão perto do consumidor, falando como um amigo próximo, e você aí querendo falar com seu público formalmente.

As pessoas gostam de ser tratadas com humanidade, atenção, as pessoas gostam de cuidado.

Eu gosto de fazer a seguinte pergunta para alguém que está escrevendo um conteúdo roboticamente: Você falaria assim com um amigo?

A resposta é sempre não.

Recentemente estava ajudando um colega no projeto dele, ele tem um produto que ensina como emagrecer com saúde e fazendo exercícios em casa.

Estávamos gravando um vídeo para o canal dele e antes de começar a gravação ele estava me explicando sobre o assunto do vídeo, umas coisas super legais sobre o nosso organismo e alimentação.

Fiquei encantada com aquelas informações, achei aquilo fantástico, uma quebra de paradigma.

Na hora que começou a gravação ele mudou a expressão e começou a falar como um robô, parei tudo porque o vídeo estava  ficando horrível.

Naquele momento eu disse pra ele relaxar a fingir que a câmera era uma pessoa, que era um amigo que ele estava ajudando. Resultado: o  vídeo ficou super legal, claro, simples, amigável e útil.

Quando começar a escrever um conteúdo, lembre-se de quem o seu público é. Conecte-se com ele, fale a língua dele, use expressões que ele conhece, seja amigável, e nunca, jamais, use termos complicados.

O conteúdo ideal é aquele que qualquer pessoa consegue entender, não importa o assunto.

2. Pare de tratar a palavra-chave como o elemento mais importante

palavra-chave-marketing-de-conteudo

Palavra-chave é realmente importante? Sim.

A palavra-chave é realmente muito importante, assim como as técnicas de SEO que você sempre deve usar nos seus textos, se você não conhece essas técnicas eu sugiro que você dê uma olhada no conteúdo que eu fiz sobre como otimizar o seu blog. 

Mas você não pode matar o seu conteúdo na tentativa de conseguir audiência com aquele termo.

Muitas vezes as pessoas só  se preocupam em focar em conteúdos com muitas buscas, criam títulos ruins colocando a palavra-chave no começo, escrevem artigos rasos, e ainda esperam ter resultado.

Outra falha muito grande é não escrever sobre um assunto porque ele tem um volume baixo de buscas.

Imagine que você decidisse tirar 1 semana de férias, você gostaria muito de ir para Orlando com sua a família, só que essa é a época do ano mais cara e mais lotada.

Em contrapartida você descobriu que por 1/3 do preço você pode passar esse mesmo período em um Resort All inclusive com toda a sua família em Cancún, com toda tranquilidade, pois no México esse período é a baixa estação. Para onde você iria?

Com o conteúdo é  a mesma coisa. Você pode optar entrar na briga por uma palavra-chave difícil, ou pode começar escrevendo sobre conteúdos que tem menos busca, mas que vão te trazer seus primeiros seguidores e clientes.

 

3. O conteúdo começa no título

titulo-marketing-de-conteudo

Grande parte das pessoas escreve o conteúdo, estrutura, coloca as imagens e depois decide como vai ficar o título, e essa é a pior forma de escrever um conteúdo.

Depois de escolher sobre qual assunto você vai escrever, sua primeira missão é criar o título. Crie mais de uma opção,  esse é o momento de usar a sua criatividade e é claro, algumas técnicas para decidir como vai ficar a sua chamada.

Nesse ponto do seu processo de escrita eu sugiro que leia meu artigo onde eu mostro os 10 modelos de títulos criativos para usar em seus conteúdos.

Depois selecione as melhores opções e decida qual vai ser a sua chamada, só então comece a escrever o seu artigo.

Quando você segue seu processo duas coisas acontecem:

1- Você tem mais facilidade de escrever pois sabe exatamente qual promessa você precisa cumprir.

2- Você não corre o risco de chegar ao fim do artigo e ficar limitado na escolha do título, uma vez que você já escreveu tudo e agora tem que criar um conteúdo para aquele título e não o contrário.

Experimente esse processo de começar pelo título, eu garanto que além de mais seguro vai ser muito mais fácil.

4. Escolha imagens de qualidade, não seja chato.

imagem-bonita2

As imagens vão dar aparência a sua mensagem, por isso é fundamental que você escolha imagens criativas e que estejam em alta definição.

Tenho visto muitos blogs utilizar imagens pequenas, destorcidas e chatas. Isso mesmo, chatas.

Imagens chatas são aquelas que não chamam atenção nenhuma, elas estão simplesmente preenchendo um espaço e normalmente são retiradas de bancos de imagens, todo mundo já viu.

Aqui vai um desafio: Você já viu essa moça?

imagem-banco

Não seja chato, use sua criatividade para escolher imagens que fujam do padrão, que façam com que o seu público lembre de você.

Minha dica é que você defina um padrão de tamanho para as fotos que vai utilizar no seu blog. O meu padrão é sempre de 900 de largura.

Como as fotos sempre tem tamanhos diferentes eu faço o upload em alta dentro do WordPress, algo com mais de 1000 de largura, e redimensiono para 900, quando faço isso ele adapta a altura automaticamente para que a foto fique proporcional.

No fim das contas as imagens tem uma diferença quase insignificante na altura, mas estão todas com a mesma largura, o que cria um padrão visual de imagens.

Quando for procurar as suas imagens utilize as configurações avançadas do Google.

Clique na engrenagem no canto direito da tela e marque a opção “configurações avançadas”

imagem-de-qualidadeRole a página e configure o tamanho das imagens, eu sempre escolho a opção maior que 1024×768, assim eu consigo encaixar perfeitamente no tamanho que eu gosto de usar :

qualidade-de-imagem

Depois clique em “busca avançada” (botão azul no final da página) e pronto, ele só exibirá imagens em alta.

Outra dica legal é criar explicações em pequenos gráficos, por mais simples que sejam, além de ilustrar o conteúdo de maneira clara,  o seu leitor pode salvar aquela imagem, ou seja, é algo simples, grátis e muito útil.

 

5.Use Subtítulos

subtitulos

Existe algo que se repete em todos os meus conteúdos: eles sempre tem subtítulos.

Os subtítulos ajudam a organizar as ideias do conteúdo, destacando quando começa e quando termina uma parte importante.

Além de ajudar o leitor, que tem uma visão geral de tudo que você vai apresentar, eles também ajudam na otimização do conteúdo para os mecanismos de busca, uma vez que você utilizou um destaque para aquele termo, o robô do Google entende que ele é importante, então todas as vezes que for escrever um subtítulos faça duas coisas:

  • Use H2 – cabeçalho 2 – para aumentar a fonte e destacar as palavras.
  • Se possível utilize palavras- chaves importantes, mas só faça isso se os termos encaixarem, não force a barra.

Muitas vezes você escreve um conteúdo que pode abrigar várias palavras-chave, nesse momento você pode usar o H2 ao seu favor.

Ex: Guia básico para organizar um casamento

  • Como escolher o buffet do casamento
  • Como escolher o vestido de noiva ideal
  • As melhores flores para casamento
  • Melhores datas para casar

A ideia é abraçar todos os assuntos importantes de um casamento, como existem buscas para todos os termos acima, basta escolher as melhores chamadas e falar sobre os assuntos que as noivas realmente tem interesse.

6. Use links internos

Suivez-moi

Utilize os links internos para levar o seu leitor para outros assuntos que você acredita que sejam do interesse dele.

A ideia é apresentar outros conteúdos do seu blog que sejam complementares ao assunto que você está tratando naquele texto.

No começo desse artigo eu usei um link interno para um conteúdo sobre tipos de pautas, eu fiz isso porque acredito que esse conteúdo é  complementar e vai ser extremamente útil para você.

Isso faz com que você passe mais tempo dentro do nosso blog, o que é bom não apenas em termos de SEO, mas principalmente para construir um relacionamento entre nós.

Quanto mais artigos meus você ler e aprender o que eu ensino, mais você vai me ver como uma autoridade nesse assunto, nós teremos um laço e quando eu te disser que eu tenho alguns mini cursos de marketing de conteúdo que vai te ajudar e muito, dentro do portal marketing com digital, você vai  sentir muito mais confiança e vontade de se tornar um membro Vip e ter acesso a esses cursos, porque você passou a me conhecer e a confiar em mim.

 

Essa é a construção de um relacionamento.

As pessoas sempre estão procurando uma autoridade para seguir em diversas áreas, a prova disso está em diversas situações do nosso dia a dia.

Você pode passar duas horas na fila de um consultório médico porque confia naquele profissional e esperar vale a pena.

Você pode pagar mais caro por um produto de uma marca porque confia que ela tem qualidade e que vai corresponder as suas expectativas.

Você pode pagar caro por um show simplesmente porque acredita que o trabalho daquele artista vale cada centavo, aqueles momentos serão únicos na sua vida. Isso é construção de autoridade.

Então, quando você for criar algo para o seu público, seja o médico excelente, a marca que tem qualidade, o artista que vale cada centavo, só assim você pode conquistar o coração do seu público, ganhar um seguidor fiel e vender o que você quiser.

Em que área você precisa se tornar uma autoridade? Deixa a resposta nos comentários aqui abaixo.

Até o próximo artigo. Abraço.

 

Garanta sua Cópia do Manual de 9 Passos Para Criação de Conteúdos

Iaponira Oliveira
Publicitária, Gestora de conteúdo e Co-fundadora do portal Marketing Com Digital. Realizou projetos de Marketing de Conteúdo em diversas empresas e é responsável por vários treinamentos sobre produção de conteúdo.

Você tem um blog ou um panfleto online?

No mundo digital ter um blog é fundamental, isso é um fato, mas o que acontece na realidade é que a maioria das empresas pensa que tem um blog, quando na verdade, elas só têm um panfleto online.

Existem algumas características básicas que diferenciam um blog de um panfleto online, e é sobre elas que eu vou falar nas próximas linhas.

Se ao final do conteúdo você deduzir que tem um blog, parabéns, esse é o caminho! Se descobrir que o seu “blog” não passa de um panfleto online, é hora de mudar essa situação, chega de perder tempo e dinheiro.

Para descobrir se você tem um blog ou um panfleto online, eu preciso que você responda 3 perguntas.

Vamos lá?

1- Você tem uma linha editorial?

linha-editorial

 

Ter uma linha editorial é o primeiro grande passo para ter um blog.

Diariamente eu recebo várias perguntas sobre produção de conteúdo, mas existem duas que são muito frequentes:

1- O que escrever para o meu público?

2- Como escrever para o meu público?

Antes de questionar as pessoas sobre o que a empresa delas vende, ou quais as dificuldades que elas têm em criar pautas para os seus clientes, eu primeiro pergunto se elas têm uma linha editorial. A cada 10 blogs, 1 tem uma linha editorial.

Antes de postar o seu primeiro conteúdo na internet você precisa criar a linha editorial e definir sobre o que você vai escrever para os seus leitores. Esse deve ser o primeiro passo.

  • Como você pode criar pautas para os seus conteúdos se você nem sabe sobre do que o seu blog trata?
  • Como os leitores vão saber o que encontrar no seu blog se você não definir?

Um blog precisa ter objetivos e a linha editorial é a sua missão. Depois de definida, seu trabalho fica muito mais fácil. Ela é como um alicerce, depois de encaixar os blocos você começa a construção.

O time da Beach Body, uma empresa americana que vende vários programas de emagrecimento, faz isso muito bem. Se você olhar o blog deles perceberá que os conteúdos sempre giram em torno do mesmo alicerce.

– Treinos

– Alimentação

– Dietas

– Receitas

– Testemunhos do programa

– Emagrecimento

-LifeStyle

 

thebeachbody

 

Todos os dias eles postam conteúdo, mas você não vai encontrar nada que fuja desse alicerce. Eles simplesmente seguem a linha editorial. Quando você entrar no blog deles, já sabe que tipo de conteúdo encontrar, simples assim.

Seu blog não tem uma linha editorial? Comece agora mesmo.

Se você é aluno do Expert em Vendas Online, eu criei um pequeno treinamento sobre como criar uma linha editorial em 5 passos, basta acessar o portal e começar hoje mesmo.

 

2-Você entrega o que promete?

entregar-valor

 

Entregar o que você prometeu no título é obrigação, ir além é excelência, fazer menos, incompetência.

Escrever um bom título não é uma missão impossível, mas também não é tão fácil. Títulos que convertem não são criados do além, eles são muito bem articulados.

Eu tenho visto muitas pessoas extremamente preocupadas em criar títulos de impacto, e isso é ótimo, contanto que o seu conteúdo tenha a mesma qualidade e cumpra a promessa do título. Se você não é capaz de cumprir o que prometeu no título, não prometa.

Imagine que um amigo convidou você para uma grande festa. Você ficou ansioso por aquele momento, se preparou a semana inteira para o evento que prometia ser incrível. Ao chegar no local o seu amigo te recebe de bermuda e chinelos, te chama para sentar no sofá e tomar uma cerveja.

Você permanece no local esperando o tempo passar, na esperança de o seu amigo ir se arrumar e vocês poderem finalmente ir para a festa.

Duas horas depois você entende que a festa era aquilo. Você vai pra casa frustrado e provavelmente nunca mais vai aceitar um convite desse amigo, é cilada.

Quando você faz um título incrível e entrega um conteúdo ruim é  a mesma coisa. Você pode até receber o visitante, mas ele nunca mais volta.

Que tipo de conteúdo você entrega em seu blog? Se você não é capaz de cumprir ao menos o que promete, bem, você precisa mudar sua estratégia.

3- Como você vende o seu peixe?

vender-seus-produtos

 

As pessoas não gostam que você venda para elas. Mas lembre-se que elas adoram comprar.”

 

O blog é uma poderosa estratégia de vendas, mas é preciso saber vender. A maior característica de um panfleto online é a venda direta.

Você passa o conteúdo inteiro dizendo como o seu produto é maravilhoso e como ele vai resolver qualquer problema do seu leitor. Coloca vários links de venda caso ele não queira perder aquela oportunidade de comprar o que você vende, e para finalizar o conteúdo, reforça a venda.

Vender sem vender, essa é a melhor estratégia. Em primeiro lugar você entrega algo muito superior à expectativa do seu consumidor.

Você ajudou ele,  totalmente de graça, agora ele gosta de você, pode não comprar de você no primeiro momento,  talvez ele ainda não esteja pronto, mas você ganhou um seguidor.

Ele vai te acompanhar porque você tem qualidade, porque o seu conteúdo grátis é bom, porque o seu pago é bom, porque você tem excelência.

Ele não vai se tornar apenas o seu cliente, ele vai se tornar um cliente fiel. Essa é a lei da semeadura, plante sua semente, colha seus frutos.

Meu primeiro emprego foi como vendedora em uma loja de biquínis de luxo, adorava o meu trabalho, além do dinheiro, que pagava minha faculdade, eu aprendi lições preciosas, não apenas sobre vendas, mas sobre pessoas.

Quando uma cliente entrava na loja para fazer uma troca, ninguém gostava de atender, era uma venda que não tinha comissão, pois mesmo quando tinha diferença na troca, era muito pouco.

Eu não me importava em fazer trocas, pois cada troca era uma oportunidade de fidelizar um cliente, essa foi uma das lições que aprendi muito cedo com minha gerente na época, Ana Paula.

Muitos clientes de troca chegavam acanhados, quando fazia um bom atendimento eles ficavam extremamente gratos, mesmo que fosse minha obrigação atender bem, eles não esperavam por isso, logo aquele cliente voltava e me procurava para uma nova compra, se eu atendi bem sem ganhar nada, ele imaginava que eu atenderia ainda melhor ganhando.

Além disso, o ser humano tem algo chamado reciprocidade, uma forma de agradecer meu bom atendimento era me dando prioridade na próxima compra.

Um dia uma moça entrou na loja para trocar um biquíni de 100 reais, saiu com 5 mil reais em compras.

Lei da semeadura.

Blog ou Panfleto Online?

blog-panfleto-online-duvida

 

Se você não tem uma linha editorial, se você não entrega conteúdo excelente e, principalmente, se você  só procura vender em seus conteúdos, eu sinto muito, mas você não tem um blog.

Um blog tem uma missão, tem conteúdo de qualidade e vende, mas sem vender.

Talvez você tenha até conteúdo de qualidade, mas precisa vender melhor. Ou talvez você apenas não tenha uma linha editorial. Eu não sei exatamente em que categoria você se encaixou, mas meu conselho é que você se encaixe nessas 3 áreas.

Siga as dicas que eu deixei em cada uma delas, procure estabelecer um padrão de qualidade para tudo o que você entrega, depois disso vender fica muito fácil, se torna quase um processo natural, porque faz parte da estrutura do seu texto.

Case Locadora de Veículos

Há alguns anos prestamos consultoria para uma locadora de carros. Eles tinham uma site e recebiam 3 pedidos de orçamento por semana.

Nos primeiros 2 meses de trabalho conseguimos apenas com SEO levar o site para a primeira página e aumentar os orçamentos de 3 por semana para 30 por dia.

Paralelo a isso começamos uma série de postagens no blog sobre dicas de turismo em Fortaleza, cidade em que a locadora estava, e depois disso o blog virou mais uma fonte de orçamentos.

Um certo dia um cliente comentou com o dono que tinha conhecido a locadora através do blog. Ele estava procurando dicas sobre as barracas de praia na Praia do Futuro e achou um conteúdo no blog com todas as informações que ele precisava.

Praia-do-Futuro-Fortaleza

Nesse conteúdo nós colocamos 5 dicas de barracas com todas as informações que um turista iria precisar.

No final do conteúdo dissemos que se ele precisasse de um carro para chegar na Praia do Futuro, bastava fazer uma simulação online, e foi exatamente o que leitor fez, e que muitos outros fizeram.

Tenha um blog, gere valor para as pessoas e mostre que você é o especialista naquilo que faz, faça uma boa plantação que você irá receber os frutos na colheita.

E então, você tem um blog ou um panfleto online?

Iaponira Oliveira
Publicitária, Gestora de conteúdo e Co-fundadora do portal Marketing Com Digital. Realizou projetos de Marketing de Conteúdo em diversas empresas e é responsável por vários treinamentos sobre produção de conteúdo.

Como aumentar o número de inscritos no Youtube: 3 estratégias simples e eficientes

Quem não gostaria de ter mais inscritos no Youtube? Ser visto pelo público, estreitar laços e usar a plataforma como uma poderosa ferramenta de vendas?

Muitas pessoas têm um canal abandonado, mais parecido com uma cidade fantasma, e isso acontece porque elas não utilizam estratégias em seus vídeos, ou seja, não conseguem aumentar o número de fãs e sentem que estão falando sozinhas.
Você se sente assim também?

Continue lendo

Iaponira Oliveira
Publicitária, Gestora de conteúdo e Co-fundadora do portal Marketing Com Digital. Realizou projetos de Marketing de Conteúdo em diversas empresas e é responsável por vários treinamentos sobre produção de conteúdo.

O primeiro passo para criar um produto online

Criar um produto. Esse é um dos grandes desejos e um dos principais medos de quem está ingressando no mundo do marketing digital.

E se ninguém gostar? E se eu não tiver o que ensinar? Eu sou bom o suficiente?

Essas são algumas das perguntas que passam pela cabeça de grande parte das pessoas que sonha em ganhar dinheiro através da internet, ter sua independência financeira, trabalhar de casa e finalmente fazer algo que ama.

Continue lendo

Iaponira Oliveira
Publicitária, Gestora de conteúdo e Co-fundadora do portal Marketing Com Digital. Realizou projetos de Marketing de Conteúdo em diversas empresas e é responsável por vários treinamentos sobre produção de conteúdo.

Como otimizar o seu blog: Confira 4 dicas de ouro

Você gostaria que a sua marca estivesse nas primeiras páginas do Google? Eu tenho certeza que sim.

Esse é o grande desejo de muitas empresas, algumas investem “bagatelas” de dinheiro para conseguirem alcançar as primeiras posições e finalmente alcançar o sucesso em seus negócios online.

Continue lendo

Iaponira Oliveira
Publicitária, Gestora de conteúdo e Co-fundadora do portal Marketing Com Digital. Realizou projetos de Marketing de Conteúdo em diversas empresas e é responsável por vários treinamentos sobre produção de conteúdo.