Negócio Lucrativo empreendedorismo marketing digital
Mais Vendas

Como criar um negócio lucrativo (Starbucks e McDonald’s fizeram isso)

Posted on in Mais Vendas

Eu acho que a resposta vai ser sim, mas preciso te fazer essa pergunta: Você quer usar uma estratégia responsável pelo sucesso e crescimento de empresas como o McDonald’s e Starbucks?

Se você respondeu sim, continue lendo este artigo e saiba como criar um negócio lucrativo

Antes de começarmos, preciso lhe fazer outra pergunta: Como é que um negócio cresce?

Não estou perguntando que estratégias podem ser utilizadas para fazer um negócio crescer, e sim como é que, na essência, um negócio cresce. Há 3 maneiras:

1- Aumentando o número de clientes
2- Aumentando o número de vendas por cliente
3- Aumentando o valor médio de transação por cliente

Bem simples, não?

O item 1 significa que mais pessoas compram/consomem o que você oferece.
No item 2 você tem o mesmo número de clientes, mas agora eles fazem mais transações.
Finalmente, o item 3 mostra uma situação em que o seu produto aumenta de preço.

O que eu quero que você entenda é que pelo menos uma destas 3 coisas precisa acontecer para que um negócio cresça.

Estes conceitos estão dentro de um sistema de marketing americano, cujo nome traduzido para português é Otimização de Valor do Cliente (OVC).

O OVC possui vários passos, e por enquanto vamos abordar o primeiro deles, a escolha do seu segmento.

Escolhendo o seu segmento de atuação

escolher mercado segmento empreendedorismo marketing

Praticamente todo empreendedor de sucesso vai te dizer para que você trabalhe com aquilo que gosta, e essas pessoas estão certas.

Transformar a sua paixão em trabalho possui muitos benefícios, como um aumento na sua produtividade e uma melhora na sua qualidade de vida, principalmente por conta da motivação que isso lhe dá.

No entanto, há um problema: nem sempre é possível trabalhar com o que você ama, e você vai entender a razão disso.

Seguindo a lógica do OVC, e usando o seu bom senso, você irá notar que para ter um negócio é preciso que você encontre um segmento com duas características:

1- Um mercado grande o suficiente
2- A capacidade de monetização

Estes dois itens podem ser sintetizados em: Há pessoas procurando por isso? Há pessoas dispostas a pagar por isso?

Claro que há mais detalhes a serem analisados, mas estas são as duas perguntas básicas.

Se você não tem ideia de como analisar a viabilidade de um segmento, calma, eu tenho uma boa notícia.

Pesquisando a viabilidade de um segmento

O OVC nos dá um modelo de pesquisa muito útil para concluir se é um bom negócio ou não investir em um determinado segmento. Confira:

1- Para saber se o mercado é grande o suficiente para o seu negócio:

– 30 mil ou mais pesquisas mensais sobre palavras-chaves relacionadas ao tema (Top 3 palavras-chave)
– Blogs atualizados
– Páginas de Facebook atualizadas
– Fóruns ativos
– News Letters em atividade
– Associações

2- Para saber se é possível monetizar dentro desse segmento

– Competidores diretos: trabalham exatamente com o produto/serviço que você quer oferecer)

– Competidores indiretos: trabalham com algo do segmento destinado para o seu público-alvo, mas não possuem o seu produto/serviço

– Anunciantes: anúncios constantes só podem significar que há dinheiro na jogada e que isso é lucrativo

– eCommerces: lojas que vendam online para o seu segmento

– Afiliados: pessoas que vendem produtos de terceiros e ganham uma porcentagem da venda por isso.

– Gurus: se há especialistas no assunto, é muito provável que eles ganhem dinheiro com isso.

Vou deixar algo bem claro. Não é preciso que TODOS os pontos dos itens 1 e 2 estejam presentes para que o seu negócio seja considerado viável.

A questão é: quanto mais pontos você encontrar, melhor.

“Ahh, mas eu não gostei de saber que há outra pessoa trabalhando com o mesmo produto/serviço que eu quero trabalhar. Agora eu não tenho chances.”

Então, há muitas pessoas que pensam assim. Elas acreditam que a concorrências as põe em desvantagem, mas isso está errado.

A concorrência é um dos melhores indicadores que você pode ter para saber se é viável ou não abrir um determinado negócio.

Ela funciona como um atestado que prova: há público para isso que você quer fazer.

A maior prova disso é que vivemos em um mundo onde a concorrência é abundante em diversos setores.

Bote uma coisa na sua cabeça: Nenhuma empresa é capaz de atender a todos, principalmente atender a todos e fazer um bom trabalho.

Concorrência é algo necessário, seja para você ou quem quer que seja.

Escolha uma fonte de tráfego

Você sabe quantas opções de tráfego estão à sua disposição? Veja alguns exemplos:

– Email Marketing
– Anúncios em redes sociais (Twitter, Facebook, Youtube…)
– Anúncios em banner (Google Ads)
– Postagens em Blog (Publieditorial, Anúncios Nativos, entre outros)
– SEO
– Tráfego orgânico em redes sociais

A questão é que não adianta saber como funciona e até mesmo aplicar as melhores técnicas em cada uma dessas fontes de tráfego se você não entender o princípio por trás do tráfego.

O OVC trabalha com dois princípios:

– Você precisa saber julgar qual tráfego vale a pena
– Como extrair o máximo de valor do tráfego que você tem

Como você viu, há várias fontes de tráfego, mas o que adianta ter todas elas a disposição se você não sabe como aproveitá-las?

Vou te dar um exemplo…

Você utilizou estratégias de SEO e tráfego pago em redes sociais para conseguir mais de 15 mil acessos únicos pro seu blog, site ou link direto do seu produto.

E então, o que vai fazer para que cada uma dessas pessoas que chegou até o seu produto faça uma compra?

Bem, talvez você não saiba responder, e isso me lembra de várias entrevistas que eu vi com empreendedores que já passaram por isso e hoje estão com negócios de muito sucesso.

Eles costumavam dizer que, para eles, marketing era mais ou menos assim: você pagava para ter o seu produto/serviço anunciado para alguém e, com sorte, a pessoa que viu o anúncio estaria interessada e faria a compra.

Isso até pode dar certo, e é claro que as chances de você conseguir uma venda dessa forma variam de acordo com o quanto você investe nisso, mas será que é a melhor maneira de vender?

Eu tenho certeza que não, e isso fica muito claro quando você conhece o sistema de Otimização de Valor do Cliente.

O OVC é mais do que uma simples estratégia, ele é um sistema dividido em várias etapas, cada uma delas responsável por rodar as engrenagens do seu negócio, e no próximo artigo veremos como funciona a segunda etapa do sistema, que aborda a utilização correta e eficaz da sua fonte de tráfego para atrair clientes.

Recapitulando

Neste texto você viu que

– Trabalhar com o que você ama é fantástico, mas você não pode fazer isso cegamente.

– Existe um sistema, o OVC, utilizado por empresas como Starbucks e McDonald’s, que te diz como descobrir um bom segmento para atuar e ter um negócio lucrativo.

– Você pode estar presente em várias plataformas e ter ótimas estratégias de divulgação do seu produto, mas é preciso dar ao público um motivo para comprá-lo.

O próximo conceito que será abordado sobre o OVC é o do ímã digital, peça que vem logo em seguida da escolha da fonte de tráfego.

Se você quer ter uma ideia do que ele significa para o seu negócio, aconselho que leia um texto do Natanael Oliveira que fala sobre como ele é um fator crucial para que você aumente suas vendas.

Clique aqui e veja o que é o Ímã Digital.

Até a próxima.

Webwriter do portal Marketing com Digital e colunista na revista oficial da Nintendo no Brasil. Também trabalha, desde 2006, com a produção de eventos de cultura pop voltados para jovens.

Article published by

Webwriter do portal Marketing com Digital e colunista na revista oficial da Nintendo no Brasil. Também trabalha, desde 2006, com a produção de eventos de cultura pop voltados para jovens.

6 Replies to “Como criar um negócio lucrativo (Starbucks e McDonald’s fizeram isso)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *