Fugindo do básico: como ter ideias criativas para conteúdos

Imagine que você trabalha como redator ou produz conteúdos para o site do seu próprio negócio. Com a ajuda de algumas ferramentas, você faz uma pesquisa para descobrir o que o seu público-alvo anda pesquisando nos mecanismos de busca, para então criar um conteúdo relevante e atrair centenas de visitantes para o seu site.

Feita a pesquisa, você descobre que as pessoas estão pesquisando sobre um assunto muito simples – simples até demais, na verdade. Algo que poderia ser resolvido em menos de um parágrafo. “Mas um conteúdo curto assim não é relevante”, você pensa. Então, como ter ideias criativas e transformar essas duas ou três linhas em um conteúdo realmente interessante?

Se você tem se deparado com esse problema, não se preocupe. Eu tenho algumas dicas que vão facilitar o seu trabalho.

membro-vip-2

Quem quer feijão com arroz?

feijao-com-arroz

 

Você já sabe que, para se tornar relevante nos mecanismos de busca, engajar o público e incentivá-lo a compartilhar seu conteúdo, é preciso criar textos de qualidade. Se você já leu sobre como escrever conteúdo relevante, também já deve saber que o seu conteúdo precisa resolver um problema ou dúvida do cliente e, claro, convencê-lo (diretamente ou não) a adquirir o seu produto ou serviço.

Um conteúdo muito curto até pode esclarecer uma dúvida do seu público, mas ele não será considerado interessante. Pelo contrário: você pode até passar por preguiçoso ou dar a impressão de que só sabe fazer o “feijão com arroz”, isto é, o básico. E todos nós sabemos que fazer apenas o básico não é mais suficiente.

O ideal é que você vá além da resposta que o leitor procura. Quando você consegue pegar um assunto aparentemente sem graça e consegue transformá-lo em um conteúdo incrível, com uma abordagem diferente, o público o verá como uma pessoa criativa e, provavelmente, confiará em você com mais facilidade.

Esse processo pode demorar um pouco no começo – principalmente se você não tinha ainda o hábito de escrever -, mas, depois de muita prática, você conseguirá fazer isso automaticamente.

Vamos pegar um exemplo prático. Suponha que você tenha um curso de inglês e produz conteúdos relacionados a esse idioma. Depois de fazer uma pesquisa, você descobre que há um grande volume de pesquisa por “café em inglês”. É uma grande oportunidade de posicionar o seu site nos mecanismos de busca, certo?

Mas você não pode se limitar a dizer apenas que café, em inglês, é “coffee”. Um conteúdo com apenas essa informação não vai atrair a atenção de ninguém. Então, como deixá-lo mais interessante?

 

Perguntas, perguntas, perguntas

perguntas

 

Uma boa dica é começar pensando em algumas perguntas sobre o assunto. Pense no que você gostaria de saber sobre ele ou em curiosidades que poderiam surpreender as pessoas. Como nosso exemplo é sobre café, você pode fazer perguntas sobre essa bebida e os costumes estadunidenses. Por exemplo:

  • Existe alguma expressão idiomática ou gíria com a palavra “coffee”?
  • Quando os americanos começaram a consumir café em larga escala?
  • Como eles costumam consumir café? Quais são as variações mais populares?
  • No que as cafeterias americanas se diferem das brasileiras?
  • Por que essa bebida é tão popular, não só lá, mas em vários países?
  • De onde vem o café consumido nos Estados Unidos?

A lista de perguntas pode ser enorme – só depende da sua criatividade e curiosidade. Por outro lado, corre-se o risco de ser abrangente demais e acabar perdendo o foco.

Se você não se sente muito confiante para definir os tópicos, que tal descobrir o que mais o seu público anda perguntando? Se você fizer uma busca rápida em fóruns ou portais como o Yahoo! Respostas, poderá ver perguntas mais específicas elaboradas pelo próprio público. Você só precisa ver quais se adequam mais ao seu conteúdo.

Ainda com dificuldades? Bom, dependendo do assunto abordado, existem duas outras perguntas que podem ajudar. Você deve fazer essas perguntas a si mesmo, e não ao público: existe alguma pergunta no seu nicho que ninguém mais quer responder? O que você acha que pode acontecer no futuro que os outros consideram improvável ou impossível?

No nosso exemplo do café, essas perguntas seriam mais difíceis de se aplicar, mas, em outros assuntos ou abordagens, elas podem lhe dar ideias para fazer um conteúdo realmente interessante.

 

Não pare de procurar

pesquisar

 

O conselho é batido, mas infalível: o segredo para escrever bem e nunca ficar sem boas ideias é pesquisar muito. E você não precisa ficar restrito ao seu nicho; quanto mais variado for o seu “cardápio”, mais ideias e pontos de vista novos você terá.

Acompanhe o que os seus concorrentes estão fazendo. Se o conteúdo deles é realmente bom, que características ele tem e que poderiam ser incorporadas ao seu conteúdo? E, se os outros conteúdo são fracos, o que você faria para melhorá-los? Quais abordagens você usaria para deixá-los mais encorpados e interessantes? Essa é uma boa maneira de exercitar a sua criatividade. Assim, na hora de produzir os seus artigos, as ideias virão com mais facilidade.

 

Recapitulando

Você aprendeu:

  • Para ser relevante, você precisa criar conteúdo de qualidade
  • Seu conteúdo não pode se limitar ao básico; é necessário ser criativo e surpreender o público
  • Fazer perguntas sobre o assunto abordado ajuda a encontrar novas abordagens
  • Nunca pare de observar o que outros produtores de conteúdo estão fazendo

Não se preocupe se você sentir dificuldade no começo – mesmo os mais experientes podem sofrer com o famoso bloqueio criativo. Mas mantenha em mente que, quanto mais você produzir e pesquisar, maiores serão as chances de produzir conteúdos rapidamente e com qualidade.

Gostou desse conteúdo?

Então confira essa Palestra BÔNUS: O Novo Modelo de Consultoria Com Copywrite + Construção de Autoridade

Deixe seu comentários!

Temos muito mais para você conferir!

membro-vip-2

 

Natanael Oliveira
Natanael Oliveira é publicitário, Criador do Programa de Formação Expert em Vendas Online, Co - fundador do portal Marketing Com Digital Cursos e autor do livro Seja o Empresário da Sua Ideia.

Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *