Mais Vendas

As 3 principais regras para criar um e-book que gere resultados reais para o seu negócio

Posted on in Mais Vendas


Você está tendo dificuldade para transformar seu E-book em uma ferramenta de marketing?

Você sabia que o E-book é a  porta de entrada para gerar leads a baixo custo, atrair pessoas interessadas no seu produto e o mais importante impactar diretamente em  seu faturamento?

Se você não conhece o poder de um E-book bem executado, é aí que você está errando!

Eu sinceramente acredito nessa possibilidade, eu tenho visto muitas pessoas errarem neste ponto e isso pode estar diretamente ligado a inúmeros problemas na sua estratégia, talvez até na sua baixa conversão ou também no seu baixo faturamento. Por isso é importante que você preste muita atenção nas 3 regras que eu vou ensinar agora, caso queira que seu E-book se torne uma ferramenta ao seu favor.

Pode ficar tranquilo, seu E-book jamais será o mesmo se você aplicar essas 3 Regras que eu vou ensinar agora.

Regra nº 1:  Entregue conteúdo de qualidade

conteudo-de-qualidade

Com tanto conteúdo gratuito na internet será que vale a pena investir em conteúdo?

Um conteúdo relevante é o que vai transformar os leitores de meros curiosos em “fãs” e seus fãs serão seus maiores compradores e representantes da sua marca, mesmo que sua marca seja você mesmo.

Entregue conteúdo de valor, algo que ele possa colocar em prática assim que terminar a leitura, e que traga resultados imediatos, essa é a  melhor forma de manter um relacionamento com seus leitores .

Se eu vou falar sobre o poder do conteúdo, não posso deixar de mencionar que você precisa conhecer bem seu público-alvo!

Nessa hora eu te pergunto: Você conhece o seu público-alvo?

Não adianta você escrever um conteúdo excelente, utilizando todas as técnicas possíveis e imagináveis se você não escreve para as pessoas certas. Você precisa conhecer a fundo e mapear as informações que são importantes saber sobre ele, seu conteúdo deve ir ao encontro com as necessidades do seu leitor.

O grande segredo em escrever para o público certo é atrair a atenção de pessoas que estão realmente  interessadas no seu produto ou serviço e na medida que você soluciona as dores, acertando em cheio em suas necessidades, o seu conteúdo se torna algo de muito valor, consequentemente isso faz com que você ganhe sua confiança, esse é o primeiro passo para transformar seus leitores em compradores.

Então a primeira parte dessa fórmula do sucesso é :

Conteúdo relevante + Público Certo 

Regra nº 2: Crie um design excelente

 

Será que realmente a primeira impressão é a que fica?

E que de verdade compramos um livro pela capa?

Simplesmente não importa o quão bom é seu conteúdo e se está falando com o público certo,  se você não dá a devida atenção para o aspecto visual, de nada adiantou perder horas e horas escrevendo esse e-book.

Dentro de um E-book existem 2 tipos de Design que realmente tem influência significativa no processo de transformação de um simples E-book em uma máquina de gerar conversão. Eu classifico a importância deles da seguinte forma:

1 – Capa

Você sabia que você tem apenas 10 segundos para prender a atenção do seu público antes que ele se distraia ?

Então sabendo que a primeira visão que o público terá do seu E-book é a CAPA, você já deve imaginar a importância que ela exerce, eu arrisco dizer que se você errar aqui, pronto, Suas chances diminuem drasticamente,  então muito cuidado ao criar sua capa.

Você precisa criar algo que agrade e ao mesmo tempo prenda a atenção, e que de imediato já seja entendido, sem que haja dúvidas ou até mesmo duplos sentidos, é muito importante ser objetivo quanto a sua capa, sem exageros, aqui o que importa é ser entendido. Às vezes ao desenvolver o design de uma capa eu me pergunto: Essa mensagem pode ser compreendida em segundos ? Meu público teria interesse em baixar e compartilhar esse conteúdo?

Eu sempre digo, que apenas duas coisas são essenciais para uma capa ser compreendida em segundos, e elas são:

 

Título / Nome ( Promessa)  +  Ilustração (que tenha total ligação com o conteúdo produzido)

ebooks

 

Se você achava que era necessário mais que isso para uma boa capa, você estava enganado! Aqui posso garantir que menos é mais.

Como estamos falando de design você já deve imaginar que para criar  harmonia entre título e ilustração é preciso muito mais do que somente  criatividade, é necessário utilizar uma boa fonte, eu particularmente recomendo as Sans Serif,  podendo usar ou não uma largura fixa, mas isso depende muito do espaço que você vai ter para encaixar seu título. É extremamente importante que sua fonte não seja “engolida” pela ilustração, ela precisa ser imponente, então destaque com um negrito ou uma faixa,  em hipótese nenhuma descuide desse fator.

Sempre me perguntam qual fonte eu mais utilizo para minhas capas, eu confesso que sigo tendências porque a cada dia milhares de novas fontes são desenvolvidas e cada vez mais eu me surpreendo com a diversidade  que encontro por aí,  mas eu tenho muito cuidado ao escolher para que cada produto e tema tenha uma fonte diferente e específica para o público que eu quero impactar.

Mas para acabar com essa curiosidade eu vou falar quais são as 3 fontes mais utilizadas por mim na comunicação digital dos nossos E-books e como você pode fazer as melhores escolhas daqui para frente. Minhas queridinhas são:

  • Bebas Neue 
  • Tabarra
  • GoBold

Talvez você esteja lendo esses nomes, e não faça ideia de onde encontrá-las, fica tranquilo eu vou te indicar um bom site para baixar suas fontes mas antes vou te dizer o que elas têm de tão importante para ser  utilizadas recorrentemente, e talvez sirva para você fazer as suas escolhas de hoje em diante.

O Primeiro fator que eu vejo é se ela é uma fonte completa, mas você pode estar me perguntando, Natália como sei se ela é completa ou não?  É bem simples, na página de download,  logo abaixo do nome da fonte, é onde normalmente ficam as especificações, lá você descobre se elas têm numeradores, acentos, letras maiúsculas/minúsculas e todo tipo de símbolo que talvez você possa precisar utilizar. Isso torna uma fonte completa, mas não se engane, isso não faz com que ela seja perfeita, mesmo porque por exemplo minha queridinha Bebas Neue, é uma fonte que não tem letras minúsculas,  mas isso não influencia em nada sua utilização, isso porque eu utilizo ela apenas onde tenho necessidade apenas de letras maiúsculas.

Muitas fontes tem famílias, isso pode parecer loucura, mas por exemplo a fonte Gobold vem acompanhada de uma dezena de variações e nós  as chamamos de família, isso faz com que dentro de um mesmo título eu possa trabalhar a mesma fonte com variações diferentes e uma harmonia  fabulosa, porque existe uma conexão entre elas que não encontramos em fontes diferentes.

O Segundo e último fator é o mais importante,  a legibilidade, esse ponto fica mais nítido quando você encaixa a fonte dentro da sua página de criação. Não tem segredos. Ela não pode ser coadjuvante, tem que ser a peça principal do seu design. Se for necessário, levante-se e se afaste para olhar de outra perspectiva.

Até aqui eu falei sobre as fontes porque sei a importância delas na sua capa, mas a ilustração ou imagem também exercem uma grande influência nas taxas de conversão do seu  E-book, eu normalmente utilizo ilustrações, e não imagens mas isso se deve  porque no processo de criação da minha comunicação, eu descobri o que meu público gostava, e se identificava.

Então a primeira coisa que eu vou te pedir para fazer é : TESTE

Faça variações de fontes, desenhos, imagens, ilustrações, cores, contrastes, etc, não tenha medo de testar.Você nunca vai descobrir se não testar, mas para todas as  possibilidades de ilustrar seu design existem um fator que jamais poderá ser ignorado.

Você sabe do que estou falando?

Se você pensou na QUALIDADE, você acertou em cheio!

qualidade

 

Vou bater muito nessa tecla, mas aconselho verdadeiramente que jamais, use imagens ou  ilustrações que estejam sem qualidade, distorcidas, tremidas, pixelizadas, ou qualquer coisa que talvez eu não tenha mencionado mas que comprometam o visual dela. Existe uma vastidão de possibilidades na internet, não tem necessidade de errar por isso. Então por favor preste muita atenção neste fator.

Se você me perguntar que tipo de imagem/ilustração eu prefiro usar, vou responder de imediato que todas em extensão .AI Adobe Illustrator, pela sua facilidade de fazer alterações sem perder  qualidade. A mais comum entre todas é a .JPG e .PNG mas você deve ter muito cuidado ao trabalhar com elas,pois elas podem distorcer facilmente se não tiverem em alta resolução.

Para quem está mais avançado em questões de design, eu indico de olhos fechados o adobe Ilustrator, um programa da Adobe onde converto meus vetores para .PNG em alta qualidade para posteriormente utilizar no Photoshop, que é o programa onde desenvolvo boa parte das criações que faço.

Eu sei que aprender uma nova plataforma pode não ser muito fácil, por isso eu criei um treinamento com os 5 passos para criar uma capa excelente no Photoshop, lá eu ensino passo a passo, bem detalhado desde o começo do processo no Photoshop até o fechamento do  arquivo em PNG . Se você quiser se aprofundar um pouco mais no assunto e começar a produzir suas próprias capas sem depender de ninguém, basta acessar o mini curso que está dentro do portal de membros, se você é um membro Vip, já pode assistir ao treinamento e também acessar o mockup 3D que eu disponibilizei como bônus.

2- Diagramação 

Posso afirmar que é aqui  que a magia acontece. Infelizmente muitas pessoas pensam que montar um E-book é somente jogar o texto e pronto. Eles estão redondamente enganados. A forma que você diagrama seu conteúdo é que vai conduzir as próximas atitudes do seu leitor. Se você deixar ele se perder no meio do e-book, eu posso afirmar que essa venda também estará perdida.

Quando você distribui o seu conteúdo pelas páginas, você está à frente no jogo! Digamos que você dá as cartas.

Você consegue diagramar um E-book em várias programas. Eu já vi ótimos e-books feitos em power point,  mas  quando me perguntam qual programa eu indico para isso, sem pensar duas vezes indico o  InDesign, esse é o programa que eu uso para diagramar todos  meus e-books, toda a sua plataforma é otimizada para facilitar esse trabalho. Se você utilizar uma vez, nunca mais vai querer abandoná-lo,rs.

Mas independente do programa que você vai diagramar o seu e-book, é preciso estar atento a alguns itens que podem interferir diretamente no processo de leitura. Vou te mostrar como pequenos detalhes fazem toda a diferença nessa hora.

O 1º item é extremamente importante é o Estilo de Caractere, que engloba tamanho da fonte e fonte utilizada, eu SEMPRE uso algo entre 17 pt e 20pt para o texto, e para os destaques esse tamanho é variável, ele muda de acordo com o espaço e com a importância da citação. E se for necessário mexa também no espaçamento entre os caracteres. A intenção aqui é deixar a leitura mais suave, você deve conduzir a leitura. Quanto a fonte, como eu disse anteriormente estou sempre inovando, mas se você não quer errar aqui, sugiro que utilize Futura ou Lato, são escolhas sensatas para qualquer público e e-book.

 

indesign-estilo-fonte

 

Na Ferramenta Estilo de Caractere dentro do inDesign, você pode criar um padrão ou estilo próprio, e assim aplicar com maior facilidade ao desenvolver o seu E-book, é só criar, nomear e salvar, assim você não precisa a cada nova página fazer toda a configuração de texto, ela está salva e só será necessário aplica-lá.

O 2º item  trata-se das  Cores, posso até arriscar a chamar de ” Jogo de Cores”, antes de iniciar sua diagramação, selecione as cores e defina o sentimento e a ação que cada uma delas deverá passar para seu leitor. Normalmente eu uso  aproximadamente 5 cores ao longo de todo e-book, e muitas delas são sub-tons, sempre use e abuse do contraste claro e escuro, essa é mais uma forma de chamar atenção para uma frase ou citação.  Então aproveite para usar essa dica pra títulos e sub-títulos que sejam importantes.

O 3º é uma dica, ou quase um apelo rs, parece simples mas muitas pessoas querem mudar, ou inovar e acabam estragando toda a estratégia de leitura por um simples detalhe: a cor do fundo da página. Ela DEVE ser branca, ponto final. Posso afirmar que  assim a leitura fica mais leve, e sem contar a infinita possibilidade de abusar nas outras cores e e ilustrações. Eu acho extremamente importante o E-book ser colorido e bem ilustrado, sem leituras maçantes, que logo no primeiro parágrafo você se perde nas linhas.

Então se você está diagramando seu e-book use essas dicas ao seu favor. Direcionando a atenção para tópicos e informações essenciais para prender a atenção do seu leitor. Que ele possa se orientar por cores, imagens e tópicos. O segredo é facilitar a leitura e instigar seu leitor a avançar cada página desse E-book.

 

ação

Regra nº 3: Use call to Action

Mais conhecida talvez como CTA. Você ainda não sabe o que é um CTA? Vou resumir em poucas palavras, uma Call to Action nada mais é do que incitar seu leitor a realizar uma determinada ação.

Por isso eu digo que lançar um e-book por lançar não vale de nada, ele tem que ter um motivo e no Marketing Digital chamamos esse momento de Call to Action (CTA) ou Chamada para ação. É por isso que o CTA  é o ponto decisivo entre o abandono (taxa de rejeição) e as conversões.

Vejo muitas pessoas cometerem esse erro e isso é imperdoável.

Você teve todo o cuidado de criar um conteúdo relevante, pensou na sua capa e diagramou seu conteúdo seguindo todas dicas para prender atenção do seu leitor até o final do E-book e pronto? Acabou? Nãoooooo!!!

É nesse momento, geralmente no final do seu e-book, quando a pessoa já consumiu todo o seu conteúdo que você convida ela para dar um próximo passo, seja fazer um cadastro, seja se inscrever em uma nova lista ou até mesmo comprar algum produto seu. Vou te mostrar um exemplo que utilizamos no final de um dos nossos e-books do Expert em Vendas Online.

call-to-action

 

Se você observar usamos uma frase + botão. Nessa proposta fica bem claro a chamada para ação.

Você consegue identificá-la?

Sugiro que você coloque um botão ou uma frase, ou como no nosso caso os dois se complementando. Pode ser algo discreto, porém a estratégia é gerar curiosidade do seu público-alvo sobre o que está por vir após aquele clique, mostre os benefícios daquela ação e o instigue a dar o próximo passo, para atrair visualmente use elementos que mesclem com sua página e destaque as informações mais importantes usando o contraste e as cores ao seu favor, mas não se esqueça que é extremamente importante  vincular o link da sua página de produto ou serviço.

Se você identificar que não está seguindo esses 3 passos, a primeira coisa que você deve fazer é não perder mais tempo. Quando você conhece o passo a passo e usa um formato padrão para montar seus E-book, tudo fica mais fácil. Seguindo as dicas que estão neste conteúdo você vai ter uma ferramenta poderosa ao seu favor.

 

Recapitulando:

– As 3 Regras para um E-book gerar resultados:

Regra nº 1: Entregue conteúdo de qualidade

Regra nº 2: Crie um design excelente

Regra nº 3: Use call to action

 

Você entendeu a importância dessas 3 Regras?

Faça um checklist obrigatório dessas regras ao produzir e leve seu E-book ao nível profissional.

Volte para me contar seus resultados! =D

Qualquer dúvida é só deixar um comentário abaixo e continuar acompanhando os próximos conteúdos.

Até Breve!

 

Natália Sasso

Gestora de comunidade e designer do portal Marketing Com Digital. É responsável pela comunicação visual de todos os produtos do grupo.

Natália Sasso

Article published by

Gestora de comunidade e designer do portal Marketing Com Digital. É responsável pela comunicação visual de todos os produtos do grupo.

14 Replies to “As 3 principais regras para criar um e-book que gere resultados reais para o seu negócio”

  1. Alessandro Luciani reply

    Oi Natália,

    Primeiro gostaria de agradecer pelo conteúdo. Muito bom mesmo. E ao Natanael também, pois a partir do livro dele (Seja o Empresário de Sua Idéia), minha vida mudou por completo, fiquei mais ligado, atento à internet de um maneira diferente, conheci o Erico Rocha e estou hoje fazendo o Fórmula de Lançamento 7.

    Quero parabenizar à vocês, pioneiros do mundo digital, por tentar ajudar à nós que estamos iniciando nossos passos nesse mundo desconhecido e assustador ao mesmo tempo devido à grande quantidade de conceitos e informações. Vocês clareiam o panorama e nos fazem entender um pouco melhor desse novo ambiente.

    Gostaria de saber se o InDesign é uma ferramenta muito complexa para um não-designer trabalhar e se existiria outras opções de ferramentas para a criação dos E-Books (word? powerpoint? pages? keynote?) É preciso saber sobre Photoshop ou Illustrator para mexer no InDesign? Seria melhor contratar um designer ou fica muito caro?

    Agradeço pelo conteúdo novamente e por esclarecer minhas dúvidas. Abraços!!!!

    • Natália Sasso
      Natália Sasso reply

      Oi Alessandro, tudo bom?
      Fico imensamente feliz pelo seu feedback!
      Agora, respondendo a sua pergunta…
      O Indesign não é um bicho de 7 cabeças, ele é bem intuitivo, e prático. É a melhor ferramente para diagramar um e-book com perfeição!
      o “único” problema é que ele tem muitas ferramentas e as pessoas costumam se perder em meio a tanta informação, mas não se preocupe!
      Vou criar um artigo sobre as principais ferramentas e como usa-la na construção do e-book.
      Fica atento que logo saí 🙂

    • Natália Sasso
      Natália Sasso reply

      Oi Mauro
      Fico muito feliz com seu comentário.
      Você já começou a produzir o seu e-book?
      Me fala quais são suas principais dificuldades, quem sabe o próximo artigo não escrevo sobre isso!
      obrigada! 🙂

  2. Edison Silva reply

    Olá Natália,
    Gostei do conteúdo, Volte Sempre…
    Passei a apreciar os e-books do MKT com Digital e hoje sou um colecionador rsrs . Mas preciso partir para a prática Logo…

    Natália , Com as ferramentas que você citou para a Diagramação da Capa, é possível também mudar o Design Interno do e-book ( Bordas/imagens e efeitos) ? Gosto muito dos modelos seus e já tentei fazer igual mas…. 🙁

    Obrigado e Parabéns

    • Natália Sasso
      Natália Sasso reply

      Oi Edison, tudo bem?
      Essa sua duvida é comum, mas vou te explicar.
      Eu faço a diagramação interna com o indesign e a parte da capa no photoshop.
      O Indesign é muito pratico para criar arquivos assim, ele tem opções de numerar a pagina, montar uma base, inserir objetos e criar estilos proprios de texto, é magnifico!
      Logo mais vou escrever sobre ele.
      Obrigada pelo feedback, até logo 🙂

  3. Hamynadab reply

    Olá, obrigada pelas dicas, para min foi importantíssima toda as dicas postadas, eu sempre tive vontade de criar um e-book, mais não sabia por onde começar, somente depois de degustar por completo esse e-book, que começou a clarear mais as minhas criações…..muito obrigada, Hamynadab

  4. Cláudio Silva reply

    Uau!! eu fico feliz quando leio um conteúdo de alto valor, que faz a diferença!!! com certeza vai melhorar meu desenvolvimento com esses conhecimentos.
    Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *