curadoria conteúdo marketing digital

O que é e por que você deve fazer curadoria de conteúdo

Há quem diga que bloqueio criativo não existe. Não posso afirmar ou negar isso, mas uma coisa é certa: há dias que, por algum motivo, não conseguimos nos focar em nossas atividades, e isso inclui a produção de conteúdo.

Mas o que você pode fazer para que, mesmo nesses dias, sua produção não seja afetada?

A resposta é simples, e a técnica é capaz de resolver esse e outro problema.

O que é que você lê na internet?

curadoria conteúdo marketing digital leitura online

Todos nós consumimos conteúdo na internet, mas se você está lendo este artigo, posso chutar e dizer que você busca por algo que ajude a sua carreira ou negócio.

Sabendo disso, vou te fazer uma pergunta: com qual frequência você busca conteúdo com relevância profissional?

Além disso, quanto tempo você despende, semanalmente, para consumir esse conteúdo?

Estou fazendo essas perguntas para que você tenha uma ideia da média do tempo que você passa procurando e consumindo informação na internet.

Em um mundo onde milhões de pessoas estão conectadas quase 24h por dia, não é de se estranhar que você passe pelo menos 1h realizando essas atividades (e isso quando consideramos uma baixa estimativa).

Você sabia que, ao fazer isso, está executando dois passos da técnica que falamos no começo desse conteúdo?

Se você já dá os dois primeiro passos, que tal entender como eles funcionam melhor?

Curadoria de conteúdo

A curadoria de conteúdo é realizada em 3 etapas:

Pesquisa, leitura e compartilhamento. E qual é o intuito disso? Passar informações relevantes para as suas conexões, sejam elas prospectos, amigos, familiares…

Todo mundo faz, pelo menos, duas etapas do processo. Há quem encontre uma informação e a compartilhe (sem executar a leitura), e também há quem pesquise e leia, mas não compartilhe.

Ahh, você tambem pode receber o conteúdo de mãos beijadas, ler e compartilhá-lo.

Ou seja, é inevitável: todos nós realizamos pelo menos duas etapas desse processo. No entanto, como a curadoria envolve 3 processos, os maiores benefícios da técnica serão obtidos quando você realizá-la de maneira completa.

Mas, Mateus, qual é a vantagem disso? Eu vou citar algumas, mas só vamos nos focar em duas
Ao fazer uma curadoria de conteúdo planejada, você vai:

– Ficar mais informado sobre temas específicos
– Ter acesso a uma lista de conteúdos do mesmo segmento, ou de áreas parecidas, facilitando o processo de intertextualização.
– Ter uma lista de referência para a criação de pautas
– Acesso rápido às métricas dos conteúdos do seu segmento feitos por concorrentes ou especialistas de fora
– Uma vasta opção de conteúdo relevante para compartilhar com seus contatos

Vamos focar, neste texto, apenas no primeiro e no último item.

Informação é a nova moeda

curadoria conteúdo marketing digital dinheiro

Se o seu negócio está utilizando uma estratégia de produção de conteúdo, ser bem informado é um requisito que não pode faltar para a pessoa responsável por essa tarefa. E onde é que criatividade entra nessa história?

Bem, ao entrar em contato com vários artigos, é mais provável que você consiga ter ideias de como abordar um determinado tema.

Este texto que você está lendo, por exemplo, foi feito algumas semanas depois de eu ter escutado um podcast sobre curadoria de conteúdo.

1 – Pesquisa

A pesquisa pode ser feita de tantas formas que é possível escrever um artigo falando só desta etapa. Se você quer começar da forma mais simples, aconselho que siga estes passos:

– Procure especialistas no assunto que deseja acompanhar
– Siga-os em redes sociais, principalmente o Twitter
– Inscreva-se em listas de email de pessoas que passam conteúdo relevante
– Procure podcasts sobre o tema (tem muita coisa boa no iTunes)
– O Youtube também pode ser uma ótima fonte de inspiração. Você só precisa achar o canal adequado

Eu tenho, no Twitter, uma lista que batizei de Marketing Digital. Nela, estão alguns profissionais estrangeiros que atuam no ramo de produção de conteúdo, agências de marketing e blogs especializados em copy (conteúdo feito com a intenção de gerar vendas).

Olho esse twitter quase todos os dias, e algumas das pautas que eu e os outros colaboradores do blog já escreveram por aqui foi por conta dessas pesquisas, seja de forma direta ou indireta.

Uma boa plataforma de curadoria também é o pinterest, mas isso é mais válido quando falamos de conteúdo em língua inglesa.

2- Leitura / Consumo do Conteúdo

Não, você não é obrigado a ler tudo que pesquisa. Afinal de contas, tempo é algo muito precioso, e você precisa aproveitá-lo da melhor forma possível.

No entanto, para que você chegue à terceira etapa, aconselho que passe pela segunda, já que não é muito legal compartilhar algo que você não consumiu e acabar passando a ideia errada, não é mesmo?

A minha dica é: use de 15 a 30 minutos para pesquisa de vários links e, em seguida, passe no máximo 1h efetuando a leitura de tudo. Outra forma muito boa de aproveitar o tempo é com podcasts.

Eu fiz o seguinte teste:

Durante uma semana inteira eu troquei as músicas que escutava durante o percurso para o trabalho por um podcast sobre copy. O resultado foi um aumento na minha concentração, pois eu não sofria o choque de “agora é hora de trabalhar” assim que chegava ao escritório.

E não parou por aí. Fiz um equilíbrio e, na volta, escutava minhas músicas e podcasts de entretenimento.

Por que eu não aproveitei a volta para consumir mais conteúdo profissional? Simples: nossa mente não só precisa de uma trégua, como também precisa se divertir para continuar criativa.

3- Compartilhamento

Há quem utilize esta etapa com muita frequência, mas isso é algo que cada profissional deve decidir.

Compartilhar informações relevantes, mesmo que elas não sejam de sua autoria, mostra que você é uma pessoa que se importa com o conhecimento do seu público e que, além disso, está sempre atualizado.

O ideal é que você nunca divulgue o link puro e seco. Faça algum comentário com a sua opinião. Pode ser uma frase ou um pequeno parágrafo, mas não deixe de expressar bem o que você acha daquilo que está compartilhando.

O compartilhamento pode ser feito através das suas listas de email ou redes sociais.

Além disso, o ato de compartilhar uma informação pode ser utilizado com mais de uma abordagem.

Hoje, antes de concluir este texto, conversei com a Iagonara Barbosa, nossa Social Media, e ela me disse que utilizou uma notícia de vaga de emprego, que cobrava um conhecimento específico do candidato, para mostrar o quanto o produto do nosso cliente era útil.

O engajamento foi alto, e notamos que poderia ter sido ainda maior se a imagem tivesse sido melhor planejada.

De uma forma ou de outra, isso aconteceu por meio da curadoria de conteúdo.

Recapitulando

– Curar conteúdo exige 3 processos: Pesquisa, consumo do conteúdo, compartilhamento
– A curadoria de conteúdo é uma boa forma de garantir a sua criatividade diária
– Você ficará atualizado e terá como passar mais conteúdo relevante para o seu público

E então, quando é que você vai começar as pesquisas?

Confira também: 3 maneiras de criar conteúdo mesmo sem criatividade

Quer mais dicas sobre como dar uma turbinada nos seus negócios com a ajuda da internet? Confira os conteúdos especiais e minicursos exclusivos da área de membros do Portal Marketing com Digital.

Webwriter do portal Marketing com Digital e colunista na revista oficial da Nintendo no Brasil. Também trabalha, desde 2006, com a produção de eventos de cultura pop voltados para jovens.

Comentários

  1. Boa tarde Mateus. Sou advogado e preciso produzir conteúdo jurídico. Sabe onde posso encontrar de modo mais fácil? Gostei muito da sua matéria!!!

    Responder

  2. Interessante… eu já faço isso diariamente e não sabia que chamava assim… sempre leio outros blogs de conteúdo no meu nicho e em outros nichos também, e o que acho legal e bem escrito sempre compartilho… Mas nunca havia pensado em aproveitar também para produzir meus artigos. ÓTIMO texto !

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *