Facebook Ads

Os 3 Perfis Que Mais Cometem Erros no Facebook Ads

Posted on in Facebook Ads · Tráfego

Antes de falar sobre o que é esse artigo, deixa eu te explicar o que ele não é:

Esse não é um artigo com exemplos superficiais como “Você precisa ser organizado e lidar bem com números”, ou  então, com fórmulas infalíveis e modelos de anúncios para serem copiados e colados ao pé da letra independente do seu tipo de negócio.

Esse é um artigo sobre como você pode avançar no seu objetivo de se tornar um verdadeiro investidor no Facebook Ads.

Você irá aprender exatamente o que muitas pessoas estão fazendo com os seus investimentos e por quê essas pessoas não estão conseguindo resultados.

E eu também vou te mostrar como não cometer esses mesmos erros e qual o primeiro passo para a sua grande meta de gerar resultados com o Facebook Ads.

Vamos ao nosso checklist:

Perfil nº1 – Investidor Coruja

Infelizmente esse é um dos tipos mais comuns de gestor de tráfego, em especial nas grandes agências.

O investidor coruja é o gestor de tráfego que se torna uma espécie de vigia de anúncios, ele fica observando o dia inteiro o movimento das campanhas, como se a cada 10m algo incrível fosse acontecer.

Algumas empresas com equipe de marketing digital possuem 3, 4 e às vezes até 5 gestores de tráfego para administrarem toda a verba de investimento em tráfego e se orgulham em dizer: “Nós estamos investindo pesado, por isso precisamos de vários braços para dar conta de tantos anúncios…”

Conhecendo bem a rotina para criar um novo projeto de investimento em tráfego sei que não são necessários ‘tantos braços’. Aqui na Marketing Com Digital sou responsável por configurar a campanha na Infusionsoft(plataforma de email marketing), criar a página de captura de emails e também de criar toda a campanha no Facebook.

Não faz sentido um gestor de tráfego ser um simples vigia de anúncios, colocar a campanha no Facebook no ar é muito rápido, uma vez feita levam horas, dias e semanas para ser ter uma métrica se está indo bem, tudo vai depender de toda a estratégia por trás, entende?

É por esse motivo que existem muitas agências ‘inchadas’, 2 ou 3 pessoas estão responsáveis por executar a mesma tarefa, essa é uma das razões para o Natanael incentivar tanto o modelo de agência enxuta, ele passou por isso, mas isso não significa que você precise cometer o mesmo erro.

Um verdadeiro investidor no Facebook não se limita em ficar observando a campanha, ele irá gerar relatórios personalizados, fazer projeções de investimento, e avaliar a copy dos anúncios, páginas e e-mails.

Definitivamente, não seja ou permita na sua equipe um investidor coruja que fica ‘acompanhando’ as campanhas.

Obs: Se você tem um investidor coruja na sua equipe a culpa não é dele e sim sua, foi você quem permitiu, agora você pode orientá-lo e reverter a situação. 🙂

 

Perfil nº2 – Investidor Cientista

Vamos ao segundo perfil: Cientista

O perfil cientista é aquele que está sempre testando algo novo, seja uma imagem ou uma nova funcionalidade que acabou de sair no Facebook.

E quando chega a reunião de fim de mês para conversar sobre os resultados das campanhas o cientista de anúncios diz:

“Veja, o ROI diminui um pouco esse mês porque precisei fazer alguns testes, utilizei uma nova copy e também aquele recurso novo do Facebook que te mostrei. Olha o lado bom, pelo menos eu já sei o que não fazer rsrs.”

Eu já fui esse perfil, adorava fazer teste A,B,C,D,E,F,G…

Fazer testes é importante para chegar ao melhor resultado e escalar, o grande erro está em despender muito dinheiro e tempo com coisas incertas.

É muito arriscado para um negócio depender de investimentos de risco, precisa ter um limite entre a verba de investimento seguro e a verba de investimento de risco.

No artigo Manual de Como Criar Um Plano no Facebook  Ads do ZERO eu explico como fazemos essa divisão e a melhor maneira de se ter consistência nos investimentos.

O investidor cientista possui uma característica particular, ou melhor, o primo dele: o alquimista rs.

Falando sério, o alquimista é muito parecido com o cientista porque além de testar coisas novas ele também cria os famosos Frankensteins. Pega uma estrutura de copy aqui, um template de anúncio ali, utiliza uma página de vendas para serviço ao invés de produto e pronto! Eis que surge o famigerado Frankenstein.

Essa é uma razão para focarmos tanto em processos, realmente ter uma Linha Mestre para ser seguida.

Quando crio novas campanhas sempre busco o meu referencial, ou seja, qual a copy que vou seguir? Qual estrutura de campanha vou executar? Por isso uma Linha Mestre.

 

Perfil nº3 – Investidor Gerador de Leads

O último perfil se trata daquele gestor que apenas sabe falar de Leads, custo por lead ou lookalike para escalar os leads…

Como na imagem, existem pessoas que estão no automático. O investimento no Facebook se resumiu a gerar leads. Ponto.

Os leads são vitais para um negócio online, eles são equivalentes ao oxigênio de um corpo humano, sem oxigênio o corpo morre, sem leads um negócio online morre.

O ponto é:

O Facebook NÃO é um mercado de Leads, o Facebook é um mercado de INVESTIMENTOS

Eu já vi campanhas de aquisição sairem do saldo positivo em tráfego pago direto para o ROI negativo em apenas uma semana.

Isso aconteceu porque no início a campanha estava indo muito bem, leads baratos e ROI interessante. Porém, por alguma razão na semana seguinte o Facebook deve ter mudado algo e as vendas pararam de acontecer. Os leads permaneciam em um bom preço, mas o número de vendas estava em 0 naquela nova semana.

O mais perigoso nisso tudo é que muitas pessoas continuam investindo porque o lead está barato e acreditam que vão recuperar o investimento no futuro com uma campanha de monetização.

Talvez você pense: “Mas Gustavo, se a campanha de monetização vender mais em relação ao que foi investido, o investimento foi recuperado e no fim das contas teve ROI positivo”

Sim, isso é verdade, mas a falha está em enxergar a campanha de monetização como meio de recuperar o investimento quando na verdade quem deveria fazer isso é a campanha de aquisição.

A campanha de aquisição é responsável por construir listas de emails e recuperar o investimento imediatamente com a venda de um produto de baixo/médio valor.

Já a campanha de monetização tem como única meta gerar LUCRO para o negócio.

Essa é a diferença.

 

Como dar o primeiro passo para começar a gerar resultados com o Facebook Ads…

Agora eu vou te mostrar qual o primeiro passo para alcançar a sua primeira grande meta de se tornar um investidor no Facebook Ads e gerar resultados reais.

Existem diversas formas de se construir uma lista de e-mails, porém são poucos modelos que você consegue ao mesmo tempo que cresce a sua lista, fazer as primeiras vendas para pagar pelo tráfego.

Nos últimos anos temos nos concentrado fortemente em criar um processo detalhado que possa ser aplicado para vendas de produtos físicos, digitais e serviços. Hoje, esse é o nosso modelo.

Ter a certeza de vendas todos os dias é o que traz mais segurança para o modelo de campanhas de aquisição, pois eu sei exatamente o quanto está sendo investido e o quanto está voltando em faturamento. Hoje nós conseguimos definir quais ímãs digitais são o campeões de vendas, porque dentro do processo acompanhamos a jornada completa dos clientes e o quanto de lucro cada uma das pessoas trouxe para nós.

Nessa imagem você pode observar que acompanhamos o desempenho individual das campanhas de aquisição em períodos de dias, semanas e meses, recomendo que faça o mesmo, assim você terá um fonte valiosa de informações para as suas campanhas de monetização.

Se você quer construir uma lista de e-mails lucrativa tendo já o seu investimento pago, em outras palavras, criar uma lista de e-mails a custo zero e monetizar o seu negócio com essa lista, o modelo de campanhas de aquisição é o ideal para você.

Uma lista de e-mails é um dos maiores ativos que um negócio online pode ter, pois você pode gerar faturamento para a sua empresa todos os dias, basta enviar um e-mail.

Sem e-mail, sem venda recorrente.

Encontrar o ponto de equilíbrio em todo o processo talvez seja a maior dificuldade, falo isso porque  já fui esses 3 perfis e hoje sei que cada um deles tem o seu papel importante, porém se forem levados ao extremo podem ser prejudiciais.

Olhe para o seu negócio e tente identificar se o seu gestor de tráfego(que pode ser você) se encaixa em cada um desses perfis.

Minha recomendação  é que você evite ser ou ter cada um desses perfis e busque investir em PROCESSOS, modelos e documentos.

Comece a construir a sua campanha de aquisição dentro desse modelo e faça campanhas de monetização para essa lista, eu tenho certeza que terá resultados em faturamento e principalmente LUCRO.

Agora um recado importante para você que deseja se aprofundar nesse modelo de gerar vendas todos os dias e quer utilizar o Facebook Ads a seu favor.

Estamos lançando o Manual de 7 Passos Para Criar uma Campanha de Aquisição no Facebook com uma oferta limitada.

Essa é a sua GRANDE oportunidade de finalmente sair do status de amador para investidor em Facebook Ads, deixar de fazer apostas e investimentos incertos para seguir processos validados e documentados.

Clique no link para aproveitar o desconto de lançamento do Manual de 7 Passos Para Criar uma Campanha de Aquisição no Facebook com uma oferta limitada.

 

Ps: Gostaria de saber qual a sua maior dificuldade em tráfego pago, deixe o comentário, ficarei feliz em te ajudar. 🙂

Um forte abraço e até o próximo conteúdo!

Gustavo Scomparim

Gestor de Aquisição de Novos Clientes e Analista de Métricas e Monetização, responsável por diversos treinamentos do Portal de Membros VIP, Manual de 7 Passos Para Criar Uma Campanha de Aquisição e Certificação de Tráfego Pago

Gustavo Scomparim

Article published by

Gestor de Aquisição de Novos Clientes e Analista de Métricas e Monetização, responsável por diversos treinamentos do Portal de Membros VIP, Manual de 7 Passos Para Criar Uma Campanha de Aquisição e Certificação de Tráfego Pago

2 Replies to “Os 3 Perfis Que Mais Cometem Erros no Facebook Ads”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *