Quer expandir o seu negócio em 2015? Precisamos conversar

De tempos em tempos o mercado é presenteado com alguma novidade que afeta de forma positiva o número de vendas e, consequentemente, o lucro das empresas.

Não é de se espantar que as empresas “sortudas” que adotam essa novidade logo de cara conseguem aproveitar ainda mais os efeitos positivos, não é mesmo?

Você tem ideia de qual é a novidade do momento capaz de mudar completamente o andamento de uma empresa e expandir qualquer negócio? É isso que eu vou te contar neste texto.

Novidades que causam impactos nos negócios

Há alguns anos o SEO apareceu como uma grande novidade no mercado, sendo capaz de aumentar o alcance e as vendas de muitas empresas dos mais diversos segmentos.

Também podemos dizer que outra novidade explosiva no mercado foi a grande popularidade de smartphones e tablets nos últimos 4 anos.

Segundo um estudo da empresa Criteo, especialista em publicidade digital, 30% das vendas online no mundo inteiro são concluídas através de dispositivos móveis.

A pesquisa da empresa ainda diz que a taxa de conversão em dispositivos móveis no mercado brasileiro é de 68%, alcançando 10% do mercado de varejo e 13% do mercado de viagens.

E o que tudo isso significa?

Significa que, desde a popularização da internet, muitas novidades apareceram para aumentar as vendas através do meio digital.

As práticas de SEO e a praticidade dos smartphones e tablets foram dois fatores importantes que beneficiaram todas as empresas que tiveram a “sorte” de se adequar a isso.

É exatamente por isso que você está lendo este texto. Para saber qual é a novidade do momento e ter a chance de entrar para o grupo de “empresas de sorte”.

A novidade do momento

Especialistas americanos em marketing digital dizem que a novidade do momento é o Adaptive Content, que em sua tradução significa “conteúdo adaptável”.

Antes que você se confunda, não estou falando apenas de produção de conteúdo, como textos e vídeos. O Adaptive Content vai muito mais além, pois ele está diretamente conectado à experiência do cliente.

Como isso funciona?

Recentemente eu estava lendo um texto do content marketing institute em que o autor falava de uma experiência pessoal em que ele sentiu falta do conteúdo adaptável.

Noz, autor do texto, estava em um evento especial para degustadores de vinho, e este era dividido em várias etapas, em que uma delas era uma apresentação em vídeo da marca, mostrando os processos de fabricação do produto, história da empresa, catálogo…

No intervalo entre cada etapa os participantes podiam usar tablets cedidos pela empresa, mas havia um detalhe: apenas o site da empresa podia ser acessado.

Esse era o momento perfeito para aplicar o conteúdo adaptável, e a empresa passou muito longe disso…

Ela simplesmente fez com que todos navegassem pelo seu site, e nada mais. Nenhuma experiência personalizada. Nadinha.

Na opinião de Noz, veja o que deveria ter sido feito:

– Os tablets poderiam ter uma tela inicial especial que mostrasse os vinhos que seriam degustados durante o evento e uma lista de acompanhamentos, até mesmo com sugestões para cada vinho.

– A empresa sabia quem estava presente no evento e quem não estava. Ao fazer o seu login no site a página deveria reconhecer que você estava no evento e automaticamente oferecer informações sobre os vinhos que você degustou e mostrou interesse

– Você poderia ter um desconto especial se comprasse itens durante o evento de degustação. Para melhorar ainda mais a experiência, todos os itens do seu carrinho seriam entregues pessoalmente ao término do evento.

– A empresa deveria estimular o compartilhamento da experiência do evento. Isso seria feito facilmente com a divulgação de hashtags no vídeo de apresentação. No entanto, os aplicativos de redes sociais não estavam presentes nos tablets.

– Um email com a frase: “Obrigado por comparecer ao nosso evento. Confira aqui alguns dos vinhos que você mais gostou” poderia ter sido enviado.

Esses são apenas alguns pontos que poderiam ter sido adicionados, criando assim uma experiência de conteúdo adaptável.

Ou seja, o conteúdo adaptável visa a experiência do consumidor. Para cada situação há uma forma mais eficaz de trabalhar o seu conteúdo, e isso faz muita diferença para o cliente.

Entendendo o seu cliente

Uma empresa europeia de transporte ferroviário resolveu mapear a experiência dos seus clientes, desde o planejamento da viagem até o seu retorno para casa.

Com esse mapeamento eles encontraram diversos problemas que muitos de seus clientes poderiam enfrentar.

Alguns profissionais ficariam em pânico com isso, mas não foi o caso dessa empresa. Nos problemas ela viu oportunidades, e isso fez uma grande diferença.

Um dos problemas era a impressão dos tickets eletrônicos. Era preciso apresentar o ticket para embarcar, e as compras pela internet requisitavam que você fizesse a impressão em casa.

O problema foi resolvido de forma simples: totens foram instalados nas estações, permitindo que os tickets fossem impressos na hora.

A preocupação de imprimir a passagem em casa sumiu e as chances de alguém perder, danificar, ou até mesmo esquecer o ticket em casa caíram drasticamente.

Eu uso essa tecnologia, e é bem provável que você também. Não em trens, mas em aviões. É a mesma lógica dos totens espalhados pelos aeroportos. Eu acho muito prático.

Caso você queira ver o mapa (em inglês), além de outras medidas tomadas pela empresa, clique na imagem abaixo para expandir o tamanho.

mapa experiência empatia cliente marketing

Recapitulando

A grande filosofia do Google é: concentre-se no usuário e tudo mais virá

Muitas empresas estão finalmente entendendo essa filosofia, e agora é a sua vez de entrar nesse barco.

Uma das formas de fazer isso é ter um sistema de vendas que não foque só no seu lucro, algo que vise entregar uma boa experiência e um produto/serviço de qualidade para o usuário.

É por isso que eu vou te dar duas dicas:

1- Continue acompanhando os nossos conteúdos. Sempre temos algo especial para você.

2- Queria que você dessa uma olhada no vídeo de apresentação do Sistema de Vendas Online. Garanto que vai fazer uma grande diferença para os seus negócios.

Em artigos futuros iremos abordar ainda mais detalhes sobre o tema. Como você acha que é a experiência do seu cliente?

Webwriter do portal Marketing com Digital e colunista na revista oficial da Nintendo no Brasil. Também trabalha, desde 2006, com a produção de eventos de cultura pop voltados para jovens.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *