Tempo é dinheiro: quanto vale o seu conteúdo?

Você costuma dizer que está apressado? Que não pode perder tempo porque precisa resolver alguma coisa? Que gostaria de ter mais tempo?

Tempo é dinheiro, e a cada dia isso se torna uma verdade ainda mais forte. E se você trabalha com marketing de conteúdo, principalmente textos, o que isso significa?

MCD-banner-horizontal

Significa que o seu conteúdo pode ser gratuito, mas que isso não muda o fato de que o leitor gastará tempo para consumi-lo.

Logo, se tempo é dinheiro, nenhum conteúdo é verdadeiramente gratuito, e é por isso que você deve garantir que o seu texto seja atraente e, além de tudo, útil.

E o que é preciso fazer para começar a construir essa garantia?

O primeiro passo é ter um bom título.

Os títulos são muito importantes

conteúdo atraente título bom

Segundo o Copyblogger, um dos maiores sites de content marketing do mundo, apenas 80% das pessoas leem os títulos dos artigos, e só 20% leem o texto.

Com essas informações, podemos imaginar o título como uma vitrine muito atrativa. E o que as pessoas fazem quando estão na frente de uma vitrine?

– Passam sem olhar
Elas não leram o seu título

– Olham, mas só fazem isso

Leram o título, mas não clicaram

– Olham e entram na loja
Leram o título, ficaram interessadas em algo, clicaram para conferir o texto

Muitos que conseguem alcançar a terceira posição comemoram com gosto, mas vale ressaltar um ponto: você já viu alguma loja que consegue vender algo para todos os clientes que entram?

Cada peça do texto tem o seu papel, e o do título morre aqui. Aliás, ele até pode ter outra função, que é a de divulgação, mas isso, e a presença de imagens como captadores de atenção, são outros pontos.

O primeiro parágrafo é crucial

O primeiro parágrafo de seu texto precisa ser legal. Ele tem que ser mais legal do que aquele seu tio que te levava para passear e tomar sorvete quando você era criança.

Mas por que tem que ser assim? Porque o título nos dá grandes expectativas. Isso é, um bom título… Essas expectativas precisam ser atendidas, e você corre um risco muito grande de perder o seu leitor logo no primeiro parágrafo se não aplicar as técnicas corretas.

Imagine que você abriu a geladeira e viu um pote de sorvete.

Sua boca começa a salivar, e você já consegue até mesmo sentir aquele gosto gelado em sua língua. No entanto, ao abrir o pote, é feijão. É assim que o seu leitor se sentirá com um primeiro parágrafo sem sal.

O miolo do texto

conteúdo relevante parágrafo marketing digital

Sabe o famoso pastel de vento? Ele não tem recheio, e por isso é alvo de muitas piadas e sinônimo de falta de empenho, falta de algo importante…

Acredito que, assim como eu, você gosta de recheio, não? Seja no pastel, no salgado, ou em qualquer outra comida, o recheio é o que faz a diferença, e seu conteúdo também precisa disso.

Normalmente é no recheio que as informações mais importantes são encontradas, o que significa que ele é responsável por carregar a parte mais útil do conteúdo.

No entanto, ninguém chega até o recheio se não morder o primeiro pedaço, e ninguém morde o primeiro pedaço se não resolver entrar na loja (ou ligar para o delivery).

No caso, o título é a vitrine, o primeiro parágrafo é o vendedor lhe entregando uma amostra grátis, e o miolo do texto é o recheio da comida.

O Grand Finale

final texto marketing digital conteúdo

É aqui que você dá um resumo de tudo que foi dito, seja com um curto parágrafo, uma sequência de tópicos, ou até mesmo os dois. Mas e aí, é só isso?

Não, você precisa fazer o leitor agir, e chamamos isso de call to action (chamada para ação). Qual é o seu objetivo com o conteúdo? Vender?

Se for, você pode mostrar para ele que o seu produto será a melhor solução para um determinado problema (isso deve ter sido feito durante o texto, e não só ao final dele), ou você pode desejar que o leitor faça parte do seu grupo fiel de fãs. Não importa.

O que você precisa é de algo que o estimule a voltar, consumir mais dos seus conteúdos, e gostar deles o suficiente para indica-los a outras pessoas.

Recapitulando

– O conteúdo é gratuito, mas o leitor paga com uma moeda chamada tempo
– O título é uma vitrine, e como tal precisa ser bem convidativa
– O primeiro parágrafo é o vendedor que te atende bem, é a amostra grátis que te faz querer mais
– O restante do texto, até o final, é o recheio, e ele precisa estar delicioso
– O final não é um adeus, e sim um até já já, ou até semana que vem. É aqui que você pode confirmar a construção de um vínculo com o leitor.

Mateus, a teoria é bem bonita, mas como faço isso na prática?

É exatamente isso que iremos explorar nos próximos artigos, explicando cada um dos elementos citados, além de alguns outros que servem como um auxílio extra para a construção do seu texto.

Até já já.

PS: Quer uma dica para escrever um bom primeiro parágrafo?

 

MCD-banner-horizontal

 

Webwriter do portal Marketing com Digital e colunista na revista oficial da Nintendo no Brasil. Também trabalha, desde 2006, com a produção de eventos de cultura pop voltados para jovens.

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *