O que os melhores conteúdos que você já leu na vida tem...

O que os melhores conteúdos que você já leu na vida tem em comum

Compartilhar

Seja a receita de um bolo ou o release de um filme, um artigo sobre e-mail marketing ou dicas de como manter sua casa arrumada todos os dias, os melhores conteúdos que você já leu na sua vida foram construídos com base em 3 pilares, por isso você gostou tanto deles.

Isso quer dizer que a pessoa que os escreveu conhecia esses pliares? Não.

Eu acredito que algumas pessoas tem  pré-disposição a fazer algumas coisas melhores do que outras, então elas naturalmente fazem algo que eu ou você precisamos estudar para aprender. Ou vice-versa.

Minha cunhada Cristiane, por exemplo, faz os bonecos de feltro mais lindos que eu já vi. Ela tem técnicas próprias e nunca precisou fazer um curso. Ela idealiza, desenha e faz, fim.

Eu jamais conseguiria fazer um desses bonecos, a não ser que ela me ensinasse, assim também acontece com conteúdo.

Talvez você não seja jornalista, publicitário, ou um excelente escritor, mas se você domina um idioma e quer se conectar com o seu público, você só precisa conhecer algumas técnicas.

Nesse artigo eu quero compartilhar as 3 técnicas que eu considero mais importantes, por isso vou chamá-las de pilares, pois são eles que vão sustentar toda a sua construção.

Pilar nº 1:  Fique com o problema

 

Em um pequeno livro sobre os clássicos do mundo corporativo eu lembro de uma frase do Max Gehringer que dizia:

Problema todo mundo tem, o problema é: O que fazemos com os problemas?

A primeira coisa que você precisa aprender sobre a arte de escrever conteúdos é: Resolva o problema de alguém, ou fique com ele.

Se alguém chegou até você, ela chegou porque tem um problema, o ponto é: Quanto desse problema você é capaz de resolver?

Eu espero que 100%, se sim você terá conquistado um novo seguidor.

Mas como resolver o problema dos outros?

No mesmo texto do livro que citei anteriormente Max Gehringer fala algo muito importante sobre problemas. Ele explica que os problemas nunca são resolvidos, e sim passados adiante.

Agora pense comigo, se você é uma empresa e vende um serviço ou produto que resolve o problema de alguém, então o seu grande objetivo é na verdade ficar com o problema do seu cliente para você.

Parece meio estranho, mas é essa sensação de “ufa, me livrei desse problema” que você deve fazer com que o seu público sinta quando encontrar você.

Imagine que sua casa está uma zona e você precisa desesperadamente de alguém para limpar a bagunça.

Então você contrata uma empresa de limpeza residencial, a partir desse momento o problema da limpeza da casa não é mais seu, e sim da empresa que vai ter que resolver isso para você.

Nesse momento alguém está tentando passar um problema para você, enquanto você está aqui lendo esse artigo e tentando encontrar uma solução para o seu problema com marketing de conteúdo.

Pode passar ele pra mim, certo? Só me deixe saber o que é nos comentários para eu poder resolver.

Pilar nº 2: Seja objetivo, mas seja criativo

seja-criativo

Se tem algo que eu particularmente detesto em um texto é enrolação. Se você quer dizer algo, diga.

As pessoas não têm tempo e não vão gostar de ler um artigo de 1.000 palavras que poderia ser resumido em 200.

O ponto mais importante desse pilar é como você vai passar sua mensagem para mundo.

Apesar da enrolação ser um dos maiores pecados de vários artigos, você não pode levar objetividade ao pé da letra e escrever um texto duro e frio.

Seja criativo.

Quando eu falo de ser criativo é passar sua informação ao mundo descontraidamente, como se você estivesse conversando com um amigo muito querido e quisesse não apenas ensinar algo, mas passar a mensagem de uma forma que ele não esqueça nunca mais.

Recentemente fiz uma viagem para Fortaleza, que é minha cidade natal. Fui para ver a família e comemorar meu aniversário. Em uma visita a casa da minha avó descobri que o meu primo tinha tirado um zero na última prova de história e estava prestes a tirar outro na semana seguinte.

Combinei com ele uma tarde de estudos, para fugir da rotina e termos uma tarde divertida fomos estudar em uma livraria.

Nos primeiros minutos de conversa entendi os 3 principais motivos para o meu primo ter tirado zero.

  • Segundo ele era muita matéria para o professor ensinar em 50 minutos
  • O professor tem uma didática ruim
  • Meu primo tem 12 anos, quando ele percebe que não consegue entender a matéria sozinho, vai andar de skate.

Nesse dia nós estudamos as grandes navegações, eu ensinei toda a matéria de uma forma simples, fazendo ele imaginar e criar associações com a vida que ele conhece hoje.

Para uma criança é muito difícil entender que um dia o mundo sequer sabia da existência da América.

Duas horas e meia depois ele sabia toda a matéria, de uma forma diferente, com uma visão diferente, simplesmente porque ela foi apresentada de outro ângulo.

Isso é ser objetivo e ser criativo.

Eu contei essa história para te explicar um ponto, mas em vez de simplesmente dizer, eu ilustrei, porque eu acredito que você vai entender de uma forma mais fácil.

Isso é ser objetivo e criativo.

Faça isso com o seu conteúdo, conecte-se com o seu público com uma linguagem simples, direta, mas criativa, didática.

Você lembra dos professores que você mais gostava na escola?

Eu posso apostar com você que eles tinham uma característica em comum: Ensinar o conteúdo de uma forma simples e criativa.

Seja esse professor para o seu público.

 

Pilar nº 3:  Conecte-se

marketing-de-conteudo

Sabe quando você decidiu assistir um filme simplesmente porque um dos personagens é um ator que você gosta muito?

Ou quando você saiu da sua casa e foi a um restaurante que um amigo te inidicou?

Essas duas situações e outras milhares que acontecem com você diariamente são resumidas em conexões.

Nós nos conectamos com pessoas que nos identificamos, isso é fato.

Às vezes elas têm hábitos parecidos, ou formas de ver o mundo parecidas, apenas praticam o mesmo esporte que você, ou estão na mesma fase da vida.

A questão é que vocês tem algum elo, um ponto importante que cria uma conexão única, é isso que você precisa criar com o seu público.

Você já leu um artigo e gostou tanto que se sentiu amigo do autor? É essa conexão que você tem que criar.

E como criar conexões?

Fale a língua do seu público.

Eu já comentei isso em vários conteúdos, mas a falta de conexão ainda é mais comum que a presença dela.

Falar a língua do seu público é mostrar que você conhece as dores dele e se identifica com elas. Que você sabe o que ele gosta, o que o faz feliz e o que ele realmente gostaria.

Falar a língua do seu público é fazer com que ele sinta que aquele conteúdo foi feito unicamente para ele, é mostrar que você o conhece porque já viveu ou já presenciou histórias como a dele.

Falar a língua do seu público é relembrar o passado e falar sobre o que ele está passando no presente, para que ele saiba que você o entende e o respeita, e que melhor que ninguém pode levá-lo para o futuro que ele tanto deseja.

Então, antes de começar qualquer conteúdo pense na linguagem que você vai utilizar e como ela pode envolver o seu público.

Assim como um bom livro, um artigo deve criar uma conexão tão forte com o leitor que ele não consiga parar de ler.

Se você leu esse artigo até aqui, então eu consegui executar os 3 pilares com maestria, rs.

Resumo: Antes de escrever o seu próximo conteúdo responda as seguintes perguntas:

01 – Qual o problema irei resolver neste artigo?

02 – O quanto seu conteúdo pode ajudar o seu público?

03 – Se você tivesse 5 minutos para explicar da maneira mais objetiva possível como resolver esse problema, o que você falaria?

04 – Se você fosse explicar esse conteúdo pessoalmente para alguém com esse problema, que linguagem você utilizaria?

05 – Imagine que você irá fazer uma palestra de 10 minutos sobre o tema do seu conteúdo, como você poderia fazer com que a platéia prestasse atenção do começo ao fim?

Pronto. Depois de responder essas perguntas, você está pronto para seguir os 3 pilares.

Espero que você consiga fazer o mesmo no seu blog e se tiver alguma dúvida, não deixe de me perguntar nos comentários, combinado?

Te vejo no próximo conteúdo.

 

Forte abraço.

 

Quer participar da discussão com a equipe da Marketing Com Digital e mais de 1.617 membros no grupo do Facebook da Marketing Com Digital. (Acesse nosso grupo exclusivo para membros)
Ainda não é membro? Comece aqui por apenas R$1

 

 

 

anuncio-seja-membro-vip