marketing digital seo

4 Recados para os fanáticos por SEO Técnico

O Tráfego orgânico sempre foi e sempre será a maior fonte de tráfego da internet. Mesmo com todo esse potencial, muitos profissionais e empresas simplesmente ignoram esse poderoso canal.

Neste artigo eu não quero falar sobre a importância do SEO e do tráfego orgânico para qualquer empresa, acredito que somente a primeira frase já é o suficiente para deixar qualquer um motivado a investir em tráfego orgânico.

Porém, o meu objetivo neste artigo é dar uma visão estratégica para um assunto que continua sendo tratado como algo puramente técnico e é por essa razão que poucos estão conseguindo obter os melhores resultados com tráfego orgânico ao aplicarem estratégias de SEO.

Recentemente eu escrevi um artigo falando sobre o velho e o novo SEO, vale a pena você conferir esse material também.

Existe uma grande diferença entre você criar estratégias de SEO e simplesmente brincar de SEO e ficar perdendo tempo, dinheiro e, muitas vezes, a paciência.

Eu comecei a estudar SEO a sério pela primeira vez em 2009. Eu falo a primeira vez porque desisti uma ou duas vezes e depois voltei a tentar novamente. Explico.

Quando eu ainda estava na faculdade de publicidade e propaganda a minha meta era trabalhar em alguma agência digital em Fortaleza.

Depois que eu comecei a estudar mais sobre o Marketing Digital isso era algo que eu sabia que poderia ser o meu próximo passo.

Nessa época eu estava trabalhando como vendedor planos de telefônico e o fato de não estar trabalhando na minha área de formação era algo que me frustrava bastante.

Foi quando eu vi uma vaga para trabalhar em uma agência como analista de marketing digital. Naquela página tinha uma descrição de conhecimentos necessários para a vaga e um dos primeiros era “Conhecimento em SEO”.

Obviamente eu não sabia o que era aquilo e fui pesquisar no Google. rsrs.

Quando eu descobri fiquei super animado, mas foi só assistir os primeiros vídeos disponíveis na época e ler os primeiros artigos que eu fiquei realmente decepcionado.

Na minha mente estava claro: SEO é coisa de programador, não dá para mim.

Eu devo ter adiado cerca de 6 meses, até que eu comprei o Livro a Arte de SEO e decidi que iria aprender o assunto, pois eu realmente precisava de algo que me ajudasse a ter resultados.

Como eu contei, nesse época eu vendia planos telefônicos e simplesmente não aguentava mais ter que bater de porta em porta.

Sair de casa para visitar empresas que não pediram sua visita, era a tarefa mais dolorosa que eu já tinha feito em toda a minha vida.

Foi quando eu li o primeiro capítulo do livro e minha mente simplesmente explodiu. Naquele momento caiu a ficha que SEO é puro Marketing e estudo do comportamento do público.

Eu lembro de um sábado a tarde, onde eu fui em um Lava-jato, deixei meu carro e iria ficar esperando a lavagem.

Levei o livro e fiquei ali por quase 2 horas, devorando cada uma daquelas páginas, até que algo aconteceu.

O assunto entrou na parte técnica e a minha cabeça começou a dar um nó. Eu pensei que deveria estar lendo muito e deveria parar.

Quando voltei para casa tentei continuar a leitura, mas a cada linha eu me sentia cada vez mais burro e com mais dor de cabeça.

Eu comecei a pensar “Estava bom demais para ser verdade”. Mas naquele dia eu tomei uma decisão: “Vou colocar em prática o que aprendi até aqui. O resto é história”.

Depois disso comecei meu negócio de consultoria e aquele primeiro conhecimento mudou completamente minha vida pessoal e profissional.

Neste artigo eu quero falar sobre 4 coisas que podem estar simplesmente fazendo você perder tempo, dinheiro e paciência e como ignorar completamente cada uma delas.

Você vai descobrir as decisões que eu tomei para reconhecer coisas que eu simplesmente NÃO precisava dominar, para então escolher os pontos que se eu dominasse, conseguiria ir para o próximo passo.

Infelizmente, muitos profissionais estão dedicando HORAS e HORAS e HORAS aprendendo coisas que na próxima semana não servem de absolutamente NADA.

Sem dúvida essa não é a maneira mais eficiente de planejar o seu futuro pessoal e profissional.

Porém, existem informações que, se você dominar, serão úteis pelos próximos anos ou até mais do que isso… são conhecimentos que serão cada vez mais valorizados.

Preparado para aprender? Então vamos lá.

01 – Não faça parte de grupos de discussão de SEO (Técnico)

marketing digital seo

Conheço muitos e muitos profissionais que dedicam horas, horas, horas, e põe horas nisso, discutindo avidamente em grupos de SEO sobre coisas técnicas. Se você gosta disso e se sente feliz fazendo isso, tudo bem, vá em frente.

Mas se você quer ser um profissional que atrai a atenção dos empresários, esse não é o melhor lugar para você dedicar seu tempo.

Eu conheço profissionais que são PERITOS em SEO Técnico, que cobram cerca de R$600 a R$900 em alguns projetos. Enquanto iniciantes em SEO fecham contratos de R$1.500 por mês.

Por que isso acontece? Isso parece uma TREMENDA de uma injustiça. Mas essa é a realidade do mercado.

Enquanto o SEO Técnico visita o empresário para falar sobre (Link building e Pesquisa de palavras-chaves) o Consultor que fala de Vendas Online fala sobre presença online, construção de autoridade e VENDAS.

Não importa se você domina todos os fatores de ranqueamento e está sempre informado sobre as atualizações do Google se você não consegue transformar esse conhecimento em estratégia de VENDAS, que é o que realmente captura a atenção dos empresários.

E é por isso que você não deve ficar em grupos técnicos discutindo coisas técnicas, seu lugar está em grupos que falem sobre vendas online, você precisa conhecer estudos de casos práticos, saber das necessidades reais dos empresários e como você pode criar ações que gerem resultados.

Eu posso dar esse conselho para você porque por anos eu participei de grupos como esse.

Fora as “brigas’ sem necessidade, existiam outras “atividades” que me fizeram perder um valioso tempo. Criar sites para ficar fazendo testes ou participar de concursos de posicionamento de palavras-chaves, etc, etc…

Nada compra o método de aprendizagem, mas é muito, muito mais eficiente você se concentrar em focar na vida real, empresas reais e cases reais.

A minha sugestão é que você pegue uma empresa que não está gerando nenhuma visita, lead e venda online e crie um concurso de “Como aumentar as vendas dessa empresa em 1 mês”.

Se você conseguir fazer isso com essa empresa, dezenas de outras empresas irão atrás de você. Percebeu o meu ponto? Se concentre em gerar resultados, não em ficar discutindo coisas técnicas.

É muito difícil um profissional que só fala de coisas técnicas conversar com um empresário, simplesmente NÃO desenvolve uma conversa de negócios, afinal, ele não entende de negócios, apenas de coisas técnicas.

E entender de negócios consiste em entender de mercado, comportamento do público e, claro, vendas. 

02 – Não vire um Fanático por Ferramentas

marketing digital seo

No meu primeiro ano como dono de agência eu cometi muitos erros de planejamento, desde aceitar clientes monstros, que estava na cara que iam me dar muito trabalho, o que de fato aconteceu, e até mesmo contratações erradas, falta de organização e foco nas tarefas do dia a dia.

Mas um dos maiores erros que eu cometi e que hoje eu recomendo que você não entre nesse mesmo ciclo, é o que eu chamo de “Colecionador de Ferramentas”.

Tudo o que você possa imaginar de ferramentas sobre SEO eu tinha.

O meu navegador parecia uma nave espacial, com dezenas e dezenas de plugins. Desde os gratuitos até os mais caros eu decidi contratar. Eu tinha ferramenta para tudo o que você possa imaginar.

E como você também deve imaginar, não era barato ter todas aquelas ferramentas.

Mas eu simplesmente acreditava que precisava de todas aquelas ferramentas e todos aqueles dados.

Eu entrei em um ciclo viciante, cada cliente eu passava em todas as ferramentas, gerava páginas e páginas de relatórios, tudo nos mínimos detalhes e dentro da mais absoluta precisão.

Só tinha dois probleminhas:

01 – Nenhum cliente entendia
02 – Demorava horas para finalizar cada análise

Foi quando uma das melhores coisas aconteceu durante a reunião com um dos meus maiores clientes na época.

Mensalmente fazíamos a nossa reunião de apresentação de resultados.

Como era de costume, na primeira parte da reunião eu apresentava vários dos meus SUPER-ULTRA-MEGA-BLASTER relatórios e nos últimos 10 minutos eu entrava na parte de “essa era nossa realidade no mês anterior, nós fizemos essas ações e esses foram os resultados.

Para o próximo mês pretendemos fazer essas ações”.

Essa era nossa reunião tradicional. Porém, naquela terça-feira à noite, tudo mudou.

Eram 3 sócios e quando eles chegaram para a reunião um deles falou…

– Natanael, hoje teremos que ir embora cedo, podemos pular a parte dos relatórios e ir para a parte dos resultados?

Naqueles primeiros segundos enquanto você acaba de processar a informação e precisa responder algo, eu lembrei de quanto tempo tinha demorado para preparar aquela apresentação e obviamente fiquei muito furioso e frustrado.

Eu então terminei de processar a informação e respondi.

– Tudo bem, eu envio para vocês por email os relatórios.

E então veio mais uma resposta seca.

– Opa Natanael, não precisa… Vamos ficar só com os números dos resultados mesmo… Nós não entendemos muito bem quando você explica, imagine só o PDF. Um dos sócios respondeu amorosamente com um sorriso no rosto.

Eu sorri e então disse:

– Ok. Vamos em frente.

Avancei mais de 50 slides e cheguei na parte dos resultados. Pela primeira vez conseguimos ter uma conversa sobre estratégia e aquela reunião pareceu ser mais produtiva que todas as outras.

Ao final da reunião e dos apertos de mãos, fiquei refletindo sobre o que tinha acontecido.

Foi quando me veio um pensamento. Nossa, se todas as reuniões começassem a ser assim… Eu teria muito mais produtividade.

A maioria dos nossos contratos eram de 3, 6 ou 12 meses. Porém, eu sempre deixei uma cláusula que permitia que o cliente encerrasse o contrato a qualquer mês caso ele não estivesse satisfeito.

As reuniões mensais eram uma maneira de renovar os contratos e eu levava aquele momento muito a sério, por isso tanta preparação.

Eu geralmente dedicava 1 semana para fazer várias reuniões, marcava com todos os clientes e então por 1 semana me dedicava somente aos relatórios.

A maioria dos clientes eram reuniões via Skype e poucos presencialmente.

Tomei a decisão de que na reunião com o próximo cliente iria falar somente sobre resultados, e alguns dias depois estava lá em uma nova reunião.

Mais uma vez, a reunião tinha se tornado extremamente produtiva e então nós estávamos falando de negócios, vendas e futuro.

Em pouco mais de uma semana, todas aquelas ferramentas tinham se tornado inúteis para mim, afinal, a maioria dos dados que eu coletava era somente para fazer relatórios e acompanhamentos.

Basicamente eu coletava dados sobre quantidade de links, páginas indexadas, Page Authority, Domain Authority e uma série de outras informações que estavam sendo deixadas como “histórico”.

Porém, o histórico mais importante era o que eu fazia em um slide no Keynote: Visitas, Leads Gerados, Vendas Finalizadas.

Foi nessa época que eu comecei a estudar sobre Funil de Vendas e entendi que o Tráfego qualificado era peça fundamental para que uma venda online acontecesse da maneira mais estratégica.

Comecei a pensar mais em qualidade no lugar de quantidade.

Eu recomendo que você não se torne refém de ferramentas e não ache que uma ferramenta vai fazer o trabalho por você porque ela não irá. O seu trabalho é o de PENSAR.

Até hoje não conheço uma ferramenta que faz isso. rsrs. A ÚNICA ferramenta que eu continuei utilizando foi a SEMRUSH, para analisar a concorrência.

Mas sendo bem honesto com você, com algumas buscas mais avançadas é muito simples conseguir os mesmos dados, basta prestar um pouco mais de atenção. Mas não quero falar sobre isso nesse artigo.

Vamos falar agora sobre os “Malucos por Palavra-chave”. 

03 – Não seja um Fanático por Palavras-Chave

marketing seo palavra chave

Existem pessoas que ficaram viciadas em falar e estudar sobre os algorítimos… super entendiante. Porém, temos um segundo grupo, um pouco mais light que adora falar sobre palavras-chave.

Tudo se resume a saber quais as melhores palavras-chave e pronto, tudo resolvido, pode ir para casa e sentar no sofá, comprar pipoca e curtir um bom seriado no Netflix enquanto o site faz vendas por você.

Eu vou voltar a repetir isso sempre, pois essa é a única coisa que você precisa decorar desse artigo, o restante você pode esquecer, não tem problema.

Na internet as vendas online funcionam assim.

01 – Existe um público com algum problema, desafio ou oportunidade à sua frente
02 – Você quer ser encontrado por esse público e chamar sua atenção
03 – Você então se dedica a conhecer mais esse público e os seus problemas, desafios e oportunidades
04 – Você cria algo para atrair esse público (Tráfego)
05 – Ele tem contato com o que você entregou (Engajamento)
06 – Ele tem acesso a sua oferta e decide comprar ou não (Conversão)

Pronto. Fim.

Simplesmente saber que alguém está procurando por “Curso de Inglês em São Caetano do Sul” não significa que agora você sabe quais os problemas essa pessoa está enfrentando por não falar inglês, quais os desafios ela está enfrentando, quais suas dúvidas, medos e o que ela está de fato buscando.

Não é porque você descobriu que uma pessoa está pesquisando por “Preciso emagrecer urgente” que você sabe muita coisa sobre essa pessoa. Por alguns anos eu fiz alguns relatórios que hoje eu sinto muita vergonha alheia e uma certa nostalgia.

Mas, infelizmente, ainda hoje em 2015 existem profissionais e empresas que criam esse mesmo tipo de relatório.

Existe uma diferença absurda entre construir uma Linha Editorial Estratégica e simplesmente criar uma lista de palavras-chave.

Há cerca de 2 ou 3 meses eu conheci um empresário que tinha investido mais de R$10.000 no Google em 10 dias e não conseguiu gerar UM LEAD sequer.

Só de lembrar a cara que ele fez quando me confessou isso, sinto pena dele novamente. Na hora eu perguntei muito inconformado:

– Por que você continuou depois do primeiro dia sem nada de resultado?

A resposta dele foi ainda mais difícil de ouvir…

Eu sabia o que eu estava fazendo… tinha escolhido as melhores Palavras-chave e fiz a configuração corretamente, os anúncios estavam com bons índices, não sei o que deu errado.

Depois de olhar o site dele eu rapidamente percebi aonde estava o problema. Eu poderia tentar detalhar os problemas do site, mas eu iria precisar de outro artigo então eu vou resumir: TUDO.

A chamada era genérica, a promessa era muito fraca, os formulários pedindo dados desnecessários, enfim… muita coisa errada.

É óbvio que saber as palavras-chave a se trabalhar é algo importante, porém, a MENSAGEM é infinitamente superior do que simples palavras-chave.

O problema é que se você for um profissional que NÃO sabe criar uma carta de vendas, não sabe como criar uma chamada que chame atenção e muito menos utilizar uma estrutura de mensagem que incentive o público a dar o próximo passo, as pessoas irão chegar ao seu site e irão embora. Simples assim.

Existem profissionais que são especialistas em descobrir as melhores palavras-chave, porém, não sabem criar um roteiro para um vídeo de vendas, ou seja, vão gerar MUITO tráfego, mas quando a empresa precisar de vendas, ela irá chamar um Especialista em Vendas Online.

E aqui está mais uma razão pela qual profissionais iniciantes no mercado, que se especializam em vendas online, conseguirem fechar contratos de R$1.500, enquanto outros mais experientes ficam sempre tentando “ganhar dinheiro na internet” ao invés de construir o seu negócio de verdade.

Infelizmente, a maioria dos especialistas técnicos em SEO não conseguem sequer fechar um contrato por uma razão muito simples: não sabem negociar, não sabem vender.

Como alguém que não sabe vender o seu serviço poderá ajudar outras empresas a vender?

Se o seu desejo é ser um analista SEO trabalhando para alguma empresa, tudo certo. Mas, se você quer ser dono do seu próprio negócio, pare de ser um fanático por palavras-chave.

Esse último não tem muita relação com o trabalho do SEO diretamente, mas é uma recomendação que vale para a sua rotina diária.

04 – Não seja um Fanático por Novidades

marketing digital seo

Existe um conceito chamado de Síndrome do Objetivo Brilhante, que é basicamente uma pessoa que perde o FOCO completamente quando aparece na sua frente alguma novidade.

Surgiu uma nova ferramenta? Corre para aprender tudo sobre ela. Apareceu alguma rede social nova? Corre para chegar na frente.

É muito comum que meus alunos me façam perguntas sobre alguns serviços e novidades do mercado. Eu particularmente decidi “chegar atrasado” nas festas quando o assunto são as novas ferramentas, por uma razão muito simples que eu já expliquei no tópico 02 sobre ferramentas.

É muito arriscado você estar se metendo em algo que vai te fazer perder tempo e foco.

Recentemente algumas pessoas me perguntaram sobre a ferramenta Mautic, e a minha resposta foi: Não sei responder nada sobre essa ferramenta.

Outros me perguntam sobre Leadlovers ou outras de captura de ID´s, etc. A minha resposta é sempre a mesma, confesso que não sei nada a respeito.

Hoje eu utilizo uma ferramenta de automação chamada InfusionSoft, e para criação de páginas de captura utilizo OptmizePress. As duas têm funcionado perfeitamente para o meu negócio e para os meus clientes, e por essa simples razão eu não experimento novas ferramentas.

Eu não vou arriscar desperdiçar TUDO que já foi construído para migrar para uma ferramenta nova no mercado, por mais maravilhosa que ela possa ser. Prefiro esperar.

No entanto, o que tenho visto é um comportamento bem diferente. Muitos já começam a fazer cursos sobre as novas ferramentas, criam grupos no facebook, grupos no whatsapp e assim por diante.

Eu sempre sou adicionado em diversos grupos como esses, e tenho visto o mesmo padrão acontecer, depois de alguns meses o grupo se transforma em uma verdadeira cidade fantasma.

Sempre que sai alguma atualização ou alguma notícia, vejo muitas pessoas que ficam desesperadas e correm para mudar todas as estratégias que estavam utilizando.

Não estou dizendo que você não deve ficar atento às mudanças no mercado, não é isso.

Apenas sugiro que você tenha cuidado para não se tornar um viciado em novidades e continuar perdendo o foco, tempo e dinheiro.

A primeira recomendação que nós damos para os novos alunos do Programa de Formação Expert em Vendas Online é: Pare de estudar todos os cursos que você comprou e se concentre somente neste, pare de perder tempo em outros grupos e se concentre aqui. Tem funcionado para a maioria que segue o conselho.

No começo do ano participei de uma reunião com um grupo de empresários nos EUA e durante o coffee break conheci um empresário com cerca de 60 anos.

Ele, entusiasmado, falava sobre os seus projetos e nos contava algumas novidades que ele tinha encontrado na sua área de atuação.

Fiquei muito impressionado com a sua animação e ansioso para ver o seu projeto no ar.

Quando estávamos sozinhos ele me contou que já tinha perdido muito tempo com outras ideias que ele teve, mas nunca conseguiu colocar em prática.

Incentivei ele a ir em frente e senti que ele estava muito sério em sua decisão. Cerca de 3 meses depois nos encontramos novamente e obviamente a minha primeira pergunta foi:

– Como vai você?
– Como está o projeto?

Visivelmente constrangido ele respondeu…

– Eu decidi esperar um pouco mais.
– Apareceu uma nova oportunidade que eu acredito ser algo que posso me dedicar agora.

A minha resposta foi um constrangido: Ok.

Confesso que fiquei arrependido de ter feito a pergunta, depois de 3 meses nos encontramos novamente, mas ele não tocou no assunto do projeto, ao que tudo indica ele ainda não colocou a ideia para frente ou então encontrou uma nova.

Esse talvez seja um dos maiores obstáculos que muitos profissionais estão enfrentando. Perdem muito tempo fazendo BEM FEITO aquilo que eles não deveriam estar fazendo OU mudando de ideia o tempo todo.

Ou você toma uma decisão ou a vida irá tomar por você.

Eu, sinceramente, não me sinto confortável em deixar as coisas acontecendo, prefiro tomar decisões.

Sugiro que você faça o mesmo.

Conclusão:

O SEO continua sendo a principal porta de entrada para o mundo da Consultoria, porém, são poucos os que estão conseguindo aproveitar essa janela de oportunidades.

A tendência é que no futuro os profissionais de marketing dominem esse mercado, pois eles irão entregar para os empresários o que eles realmente estão procurando: Vendas.

Não fique se dedicando em se transformar um especialista em palavra-chave, código html, link building e toda essa parte técnica (somente se você quer trabalhar como um analista em uma empresa como empregado).

Se o seu objetivo é ser um Consultor ou até mesmo criar uma estratégia de tráfego orgânico para o seu negócio que gere resultados em VENDAS e não simplesmente posicionamento, você precisa mudar sua mentalidade.

Não seja um profissional que fica comemorando primeira página no Google, seja um estrategista que usa a internet para gerar tráfego qualificado, leads e vendas. É isso que o mercado está precisando.

Conheci dois jovens de idades diferentes que, porém, começaram a trabalhar com SEO quase ao mesmo tempo.

O mais jovem se dedicou na parte estratégica, tráfego, leads e vendas.
O mais velho se dedicou na parte técnica, link building, linkagem interna, cadastro em fóruns, etc.

Hoje, quase 6 anos depois, é fácil perceber quem conseguiu ter resultados financeiros maiores.

Enquanto o mais jovem que se dedicou na parte estratégica conseguiu mudar completamente sua vida através daquele conhecimento, o mais velho simplesmente “desistiu” do mercado, alegando que os empresários não valorizam o serviço.

Até onde eu sei ele deve estar trabalhando em alguma empresa, fazendo alguma coisa que eu não sei o quê.

Quando eu comecei minha empresa de consultoria eu tinha na época 23 anos e muitos empresários falavam… Nossa! Você é muito jovem, como você conseguiu criar sua própria empresa e estar construindo seu nome?

Eu sempre sorria meio desconsertado e não sabia o que responder. Hoje com 27 anos e meio, acho que sei a resposta.

Tudo na vida é uma questão de DECISÃO.

Algumas você toma consciente, e outras, sem saber. Eu descobri também que não decidir, ou seja, ficar parado, também é uma decisão.

Hoje, no Brasil, você tem uma decisão muito simples a tomar quando o assunto é marketing digital.

Ou você faz parte do grupo que está tentando ganhar dinheiro na internet, ou você toma a decisão de construir o seu negócio com a ajuda da internet.

Se você quer fazer parte do segundo grupo, o melhor caminho que eu posso lhe recomendar é a criação do seu negócio de consultoria em vendas online.

Mas para isso, você precisa se especializar e se diferenciar da multidão. Se você quer que eu te ajude pessoalmente nessa caminhada, como o seu mentor, o seu próximo passo ideal é fazer parte do meu Programa de Formação e Certificação de Especialistas em Vendas Online.

Grande abraço
Vamos em Frente

 

Natanael Oliveira
Natanael Oliveira é publicitário, Criador do Programa de Formação Expert em Vendas Online, Co - fundador do portal Marketing Com Digital Cursos e autor do livro Seja o Empresário da Sua Ideia.

Comentários

  1. Excelente artigo Natanael! Obrigado por compartilhar essa mensagem com as outras pessoas, tive a sorte de acompanhar o seu trabalho desde o inicio e desde essa época desenvolvi essa visão estratégica. Forte Abraço!

    Responder

    1. Natanael Oliveira

      Opa Rodrigo! Fico feliz com o seu feedback… Sem dúvida você é um exemplo de quem seguiu
      no caminho da estratégia. Sucesso!

      Responder

  2. Mais um artigo ULTRA sensacional Natanael.
    A cada dia que passa o Google muda seus algorítimos, mas o foco jamais deixa de ser nos benefícios do usuário.
    Como você tão bem ensinou no artigo, se todos nos esforçarmos para ajudar nosso público ao máximo, estaremos no caminho certo.
    Obrigado e um grande abraço.

    – Tiago Simões

    Responder

  3. Muito bom Natanael. Valeu muito à pena ler este artigo. Inclusive vou ler novamente daqui a alguns dias. Estou nessa situação de tomar uma decisão. Onde estou não está bom e estou descontente demais, porém tenho medo e receio de partir para o que eu quero, que é o EVO, com toda a intensidade. No momento tenho que me dividir com outro trabalho de um cliente e monstro, e confesso que é desgastante, mas é o ganha pão. Não aguento mais procrastinar, por um motivo ou outro. É difícil.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *