Você sabe investir no Facebook Ads? Faça o teste do Checklist de...

Você sabe investir no Facebook Ads? Faça o teste do Checklist de 5 Etapas

Compartilhar

Ao mesmo tempo que o Facebook Ads é uma das plataformas de publicidade digital que mais tem ajudado pequenas e médias empresas a aumentarem suas vendas, o Facebook Ads também tem sido o responsável por muitos prejuízos.

 

Cartões de crédito com limites estourados, empréstimos sendo feitos no banco para comprar tráfego no Facebook, isso é comportamento de um empreendedor destemido ou de um empresário imaturo?

 

Nesse artigo iremos discutir algumas questões profundas sobre a relação de investimento na plataforma Facebook ads, a melhor maneira de conseguir um lucro real e recorrente e a personalidade de cada investidor diante dos números e resultados de suas campanhas.

 

Nesse artigo iremos discorrer sobre conceitos que envolvem investimentos na bolsa de valores através de ações ordinárias e investimentos em títulos, poupança e outras modalidades, apenas a título comparação e sem o objetivo de ter um aprofundamento maior no tema.

 

O propósito central desse texto é o de ajudar o leitor a pensar estrategicamente na melhor maneira de investir o seu dinheiro em publicidade online e criar um plano mais seguro para investir no crescimento do seu negócio.

 

Não espere “dicas” ou “macetes” sobre Facebook ads neste artigo, iremos discutir de maneira mais detalhada tópicos relacionados ao funcionamento da plataforma em si e como usar essas regras ao seu favor.
O nosso objetivo é o de passar para o leitor uma visão estratégia e de longo prazo e não simplesmente “macetes” temporários que podem no médio ou longo prazo gerar grandes prejuízos para o leitor.

 

Aprenda a diferença entre Investimento e Especulação

Um dos melhores livros que eu já li sobre investimentos é o livro “Investidor Inteligente” de Benjamin Graham. Boa parte dos conceitos utilizados neste artigo foram retirados dessa obra prima de um dos maiores pensadores sobre o tema investimentos.

De acordo com Benjamin, a diferença entre o investidor e o especulador são bem simples:

01 – Investidor: Analisa a oportunidade detalhadamente
02 – Especulador: Tenta a sorte grande. Segue seu feeling.

A maneira mais rápida para que o leitor possa fazer um teste para descobrir qual perfil atualmente é o seu padrão é o de analisar o fator tempo de análise.

Vamos ver o que Graham define como o conceito de investimento:

“Uma operação de investimento é aquela que após uma análise profunda promete a segurança do principal e um retorno adequado”

Repare nas palavras: “Análise profunda, Promete, segurança, principal, retorno adequeado”

A grande maioria dos profissionais de marketing ou donos de negócios dedicam pouquíssimo tempo em análises profundas de suas campanhas.

Imagine uma campanha na qual o investimento diário seja de R$50,00 e nos primeiros 7 dias de campanhas, cada lead, isto é, o custo por conversão, teve um custo de R$1.00.

Em 7 dias, investindo R$50 por dia, o que dá um total de: R$350,00 a empresa conseguiu um total de 350 leads.

Investimento: R$350
Leads gerados: R$350
Custo por lead: R$1

Com base nesse histórico o gestor da campanha toma a decisão de dobrar o investimento, ou seja, investir R$100 por dia.

Nesse caso, o resultado esperado é o de R$100 por dia, ao custo de R$1.

Seguindo essa mesma lógica, se a empresa investir R$1.000 por dia, qual será o total de leads gerados? Na teoria, 1.000 Leads por dia.

Nesse momento não iremos entrar nas questões técnicas e o que acontece nos bastidores quando o investimento diário é dobrado, estamos analisando inicialmente a psicologia do investidor para que o leitor não cometa os erros que a grande maioria das pessoas que acumulam prejuízos acabam cometendo.

 

O Investidor Inteligente não se interessa em estar temporariamente certo

 

O que você prefere? Uma campanha que irá gerar resultados durante 1 ano para sua empresa ou uma campanha que irá gerar resultados por 15 dias?

A resposta mais lógica é a opção número 01: Campanha que gere resultados durante 01 ano.

No entanto, se eu reformular essa pergunta, veremos qual a verdadeira resposta.

O que você prefere? Dedicar de 2 a 4 horas por dia analisando suas campanhas no Facebook Ads ou dedicar apenas 30 minutos?

A grande maioria das pessoas escolhem a opção número 02, logo, na prática elas estão tendo resultados extremamente inconstantes por uma razão muito simples, não dedicam tempo suficiente na análise aprofundada da oportunidade.

Essa é a primeira grande regra de um plano de investimento anual no Facebook Ads.

01 – Faça Análises Exaustivas ANTES de investir 1 centavo e acompanhe diariamente todos os seus números

É interessante como o ser humano em muitos casos tem comportamentos completamente contrários aos resultados que ele espera.

Eu quero emagrecer: Mas não paro de comer doces todos os dias.
Eu quero economizar: Mas não para de comprar coisas que não precisa
Eu quero ser mais produtivo: Mas não larga o Facebook

Por que nós agimos assim? A resposta é simples e conhecida de muitos.

Somos seres de hábitos.

Dificilmente você conseguirá resistir a tentação de comer doces após o almoço se não trocar esse hábito por um novo. No Livro “O Poder do Hábito” você aprende que o ciclo do hábito é dividido em 3 partes.

01 – Deixa
02 – Execução do hábito
03 – Recompensa

Exemplo do doce: 

01 – Você terminou o almoço… (Essa é a deixa, o gatilho do desejo por doce acabou de ser disparado no seu cérebro e vem aquela vontade absurda de pedir o doce).

02 – Execução do hábito… (Você não resisti a tentação e pede o doce)

03 – Recompensa… (Você morde o doce e a sensação de prazer é liberada no seu corpo, reforçando ainda mais o hábito e criando novas conexões neurais que provavelmente estão de deixando um pouco mais viciado nesse hábito.

No livro é ensinado que para mudar um hábito é extremamente importante entender qual o seu momento da chamada “Deixa”, isto é, o momento que o gatilho é disparado no seu cérebro gerando o desejo.

Nesse exemplo do doce é o momento pós-almoço.

Com essa informação em mãos, é chegado o momento de atuar na mudança do hábito.

01 – Deixa…(Acabou o almoço e surgiu o desejo pelo doce)

02 – NOVO Hábito… (Aqui é o momento de substituir o hábito que você deseja eliminar, nesse caso, um outro hábito seria escovar os dentes imediatamente após o almoço)

(“Cientificamente” falando, após o almoço as papilas gustativas devido ao alimento em boa parte salgado, deseja algo doce ou de sabor diferente, por isso o desejo por doce tem essa comunicação direta entre a mente e o gosto na boca em si.)

Continuando…

Quando a pessoa imediatamente escova os dentes, ela conseguirá uma recompensa que é o gosto diferente na boca.

Geralmente quando escovamos os dentes, naturalmente evitamos comer novamente em seguida.

 

Mudando os seus hábitos como investidor

O leitor precisa entender que não importa se você está começando hoje a comprar tráfego e investir em publicidade ou se você já tem vários anos de experiência, são os seus hábitos e a sua maneira de lidar com o risco e oportunidade que irão impactar diretamente seus resultados.

Isso significa que não adianta você estudar cursos e mais cursos sobre Facebook Ads e compra de tráfego, sem antes parar para observar quais os seus hábitos de investimentos e qual sua lógica de lidar com o risco e as oportunidades.

Vamos voltar para a frase: “Uma operação de investimento é aquela que após uma análise profunda promete a segurança do principal e um retorno adequado”

Muitas pessoas colocam o investimento como algo que irá gerar retorno, e essa frase está correta, no entanto, de acordo com a visão de Graham uma operação de investimento é aquela que após uma análise profunda promete a segurança do principal e um retorno adequado.

Repare na ordem:

01 – Segurança do principal
02 – Retorno adequado

Em outras palavras, reduzir o risco do seu investimento significa pensar de maneira bem simples no quão difícil será recuperar o investimento.

Isso significa que uma operação aumenta de risco quando o valor investido é maior, pois a premissa para que o investimento seja bem sucedido é que ele proteja o principal (valor investido) e gere um retorno adequado.

Iremos falar inicialmente sobre a segurança do principal para na sequência discutirmos o retorno adequado.

Imagine que você criou uma campanha com o investimento diário de R$10.

Se nada der certo, qual o risco dessa campanha? R$10 por dia.

Se for uma campanha de 30 dias, o risco será de R$10 x 30, isto é, o risco total dessa campanha é de R$300 reais.

A pergunta que o investidor inteligente deve fazer é: Eu posso lidar com um prejuízo de R$300 daqui há 30 dias?

Imagine que você tenha em caixa R$3.000 para investimento.

Você olha para aquele valor de R$300 e pensa… Ok, eu posso lidar com esse risco, se algo de errado acontecer, posso fazer o pagamento sem grandes prejuízos financeiros.

Agora imagine que você irá fazer um investimento de R$100 por dia, durante 30 dias.

O risco da sua campanha aumentou de R$10 reais por dia, R$300 por mês para um risco de R$100 por dia e R$3.000 por mês.

Levando em consideração que sua verba total para investimento seja de R$3.000, qual o tamanho do risco agora? Exato! 100%.

ANTES de começar uma campanha você precisa fazer uma análise detalhada dos riscos, levando em consideração os piores cenários possíveis.

Outro fator muito esquecido está no ciclo de investimentos, isto é, qual dinheiro você irá usar para bancar sua publicidade.

Vamos agora para o ponto número 02.

02 – Você deve se proteger de prejuízos sérios

A melhor maneira para se proteger de prejuízos e diminuir consideravelmente os seus riscos é simplesmente dividir o seu dinheiro.

No mercado dos investidores isso é o chamado “divisão na carteira de investimentos”, basicamente consiste nos diversos tipos de investimentos que uma pessoa pode fazer.

Existem investimentos de risco alto, moderado, baixo, baixíssimo, investimentos de curto prazo, investimentos de longo prazo.

Você pode investir em ações, fundos mútuos, títulos, poupança, etc.

Alguns rendem mais que outros, alguns são mais arriscados que outros.

Voltando para o Facebook Ads, como seria uma divisão de investimentos ideal?

A diversificação é a resposta mais coerente, isto é, não colocar todos os ovos no mesmo cesto, no mundo do Facebook Ads significa não colocar TODA a verba em um mesmo anúncio, campanha ou conjunto de anúncios.

Nós iremos aprofundar um pouco mais nesses exemplos em alguns instantes, mas antes é importante que o leitor entenda a diferença entre usar o seu dinheiro para bancar suas campanhas e fazer com que os seus investimentos paguem por sua publicidade e gere lucro.

Mais uma vez, não irei entrar aqui em questões técnicas do mundo de investimentos, pois esse não é o propósito do artigo, além disso, não é a nossa especialidade, apenas usamos os conceitos para o marketing digital.

Mas algo que faz com que os investimentos realmente gerem um grande lucro no médio e longo prazo são os juros compostos, isto é, juros sobre juros.

Imagine que você investiu R$10.000.
E conseguiu um retorno de 10% depois de 6 meses.

Você investiu R$10.000 e agora gerou um lucro de R$1.000, total = R$11.000,00.

Você pode fazer 2 coisas com esse dinheiro:

01 – Gastar
02 – Reinvestir

Vamos seguir com a opção 02.

Imagine que agora você investiu os R$11.000 e depois de 6 meses gerou mais 10% de retorno.

R$11.000 + 10% (R$1.100,00 = R$12.100)

Você começou com um capital de R$10.000 para fazer um investimento de 6 meses, porém, com o resultado do investimento, após 6 meses, você pega o valor original + retorno e reinveste.

Nesse caso você NÃO adicionou um NOVO capital, está usando a mesma verba, isto é, reinvestindo com o lucro.

Esse é um exemplo bem simples para explicar o seguinte.

Se você dedicou uma verba de R$30.000 para investir no Facebook, a primeira verba irá sair do seu capital, porém, se ao final dos R$30.000 você tiver que tirar do seu bolso (Capital) + R$30.000, isso não foi um investimento, mas um custo.

O ideal é que ao tirar R$30.000 do capital da sua empresa, o próprio investimento no Facebook retorne os R$30.000 + um excesso de capital, isso irá permitir que no próximo mês você invista R$35.000, por exemplo.

Mas para que isso aconteça e o risco seja cada vez menor, o ideal é que sua empresa tenha o que nós chamamos de campanha de aquisição.

São campanhas desenhadas para investir em tráfego e gerar um retorno imediato, nós temos um treinamento no nosso portal de membros chamado “Plano de 5 fases para escolher o funil de vendas perfeito para o seu negócio” lá você irá aprender todos os detalhes sobre esse tipo de campanha.

 

Faça uma divisão de investimentos nos seus anúncios

Agora que você entendeu a parte administrativa, podemos aprofundar nas questões técnicas do próprio Facebook Ads.

O que nós iremos apresentar agora é fruto de inúmeros testes, análises de relatórios e uma vivência diária com publicidade no Facebook.

Vamos voltar para o exemplo do mercado de investimentos para exemplificar as campanhas no Facebook.

Vou usar como exemplo duas categorias principais de investimentos:

01 – Ações

02 – Títulos

Temos o investimento de curto prazo e o de longe prazo.

A maioria dos profissionais de marketing e empresários tentam seguir a seguinte lógica no Facebook Ads.

01 – Criam uma campanha

02 – O resultado está positivo

03 – Dobra o investimento

04 – Os resultados pioram

05 – Criam uma nova campanha

E assim esse ciclo se repete diariamente…

Em alguns casos as campanhas dão um bom resultado por semanas em outros casos por alguns meses, mas no final a história é a mesma, os resultados caem e é um Deus nos ajuda…

 

Como eliminar os altos e baixos dos investimentos no Facebook Ads

A maneira mais segura de administrar seus anúncios e verba é seguindo a divisão de carteira de investimentos, algo como um 50/50.

50% dos seus anúncios correndo um risco acima da média

50% dos seus anúncios sendo tratados de maneira mais segura.

Na prática funciona assim…

Anúncios seguros são aqueles que a verba está controlada e você está gerando novos leads com um custo bem abaixo da média.

Vou dar um exemplo prático:

 

Esses são anúncios considerados seguros pois a verba diária é muito pequena, nesses dois exemplos são campanhas com uma verba de R$15 por dia.

É provável que você já tenha conseguido anúncios com um preço muito interessante, no entanto, bem abaixo da quantidade diária que você precisa.

O leitor precisa entender que dividir seu investimento em anúncios seguros e de longo prazo e anúncios mais arriscados e de curto prazo é a maneira mais inteligente de gerenciar sua verba.

 

 

Eu vou entrar um pouco mais nas questões técnicas que estão nos bastidores do Facebook mas antes vou dar o exemplo do que seria um anúncio mais “arriscado”.

Veja o exemplo abaixo:

No exemplo acima temos um anúncio com uma verba diária de mais de R$200, nesse exemplo específico foi investido um total de R$214.97, que gerou cerca de 200 novos leads, um custo por lead de R$1,07.

É importante que o leitor lembre da lógica do risco, isto é, quanto maior a verba diária, maior o risco.

Existe a possibilidade que esses valores alterem nos dias seguintes? Totalmente.

Existe a possibilidade que os valores reduzam? Totalmente.

É um risco.

Aqui está o exemplo dessa campanha com um consolidado de investimento de 30 dias:

Foi gerado um total de 3.693 Leads com um investimento de R$2.907,65, o que dá um custo por lead médio de R$0,79 centavos.

É importante que você entenda que é um custo por lead médio, ou seja, existem leads que ficaram com um valor maior ou menor que R$0,79.

Os resultados dessa campanha estão bastante satisfatórios, porém, mais uma vez, o risco de alguma mudança é muito alto.

O nosso papel é diminuir esse risco.

Como?

Para responder isso vamos para o terceiro ponto

03 – Faça Planos de LONGO Prazo

Um dos maiores erros cometidos no mundo dos investimentos e no universo do Facebook Ads é o foco no curto prazo, ou a impaciência dos gestores de tráfego e empresários.

Muitos olhando para uma campanha como a apresentada acima diriam: Por que não escala?

Aqui iremos falar de um aspecto técnico da plataforma Facebook Ads, mas que vale para qualquer plataforma e inclusive o próprio mercado de ações.

As pessoas tentam vencer o mercado de ações se achando mais inteligentes, um erro fatal.

Existem pessoas que ficam tentando enganar o Facebook ou vencer a inteligência dele, outro erro fatal.

Imagine o seguinte exemplo:

Você tem uma padaria no centro da cidade e mandou imprimir 100 folhetos promovendo o seu delicioso bolo.

Você entregou para o José distribuir o panfleto nas ruas próximas a sua padaria.

Você está pagando R$1 por panfleto entregue.

José demora cerca de 5 horas para entregar todos os panfletos, pois ele só entrega para homens ou mulheres, com idade e aspectos parecidos com as pessoas que ele já viu na padaria.

Ele pensa: Nossa! Essa pessoa parece com o público que frequenta a padaria.

Agora imagine que os outros donos de padaria decidem entregar panfletos também e contratam o mesmo José para entregar.

No entanto, o Dono da padaria 2 diz o seguinte: Quero que você entregue 200 panfletos por dia, e quero que faça isso logo pela manhã. Ele está disposto a pagar R$2 por panfleto

O Dono da padaria 3 pede que José entregue 500 panfletos em 1 hora. Ele está disposto a pagar R$3 por panfleto.

Agora imagine que o José é o Facebook e os Panfletos são os anúncios.

O que acontece é que os “Lances sugeridos” são baseados em diversos fatores, todos eles atualizados automaticamente e diariamente.

Quando um anunciante decide pagar mais por um lance, isto é, ele está disposto a pagar mais por um clique, ele terá uma entrega maior, no entanto, além disso, quando esse anunciante decide promover para o mesmo público que você escolheu, o lance sugerido também sofre alterações.

Em outras palavras, o comportamento do mercado e as verbas investidas diariamente, afetam diretamente a entrega dos seus anúncios e o custo por clique, consequentemente de conversão, etc.

 

“Primeiro Sobreviva. Depois Ganhe Dinheiro”

Essa é uma das frases mais impactantes de Graham sobre investimentos e a mensagem é muito clara, no entanto, por ser tão simples, algumas vezes passa despercebida.

O mercado publicitário é feito de dois lados.

01 – Anunciantes
02 – Público final

Sem um o outro não sobrevive.

Imagine o Facebook repleto de anunciantes e com zero de consumidores finais?

A questão aqui é muito simples. Se o Facebook parar de gerar resultados para uma empresa, a empresa para de investir no Facebook, logo, ele para de faturar.

Isso significa que quando você for começar a investir no Facebook Ads, sua primeira grande meta é recuperar o seu investimento da maneira mais segura possível, quanto mais rápido você aprende a fazer isso, mais rápido você irá encontrar o caminho do lucro recorrente.

Existem empresas que mal estão conseguindo dinheiro para pagar suas contas fixas e ficam tentando aumentar o investimento em tráfego para “bater recorde” de faturamento.

Primeiro sobreviva (Pague suas contas) depois ganhe dinheiro (Gere lucros)

Agora imagine o mercado de ações, por exemplo.

Imagine que você comprou as ações da Empresa Marketing01 por R$20 cada ação.

Você comprou 1.000 ações dessa empresa, isto é, 1.000 x R$20 = R$20.000.

Agora imagine que os papéis da empresa começaram a valorizar e agora estão valendo R$40 cada ação.

Os seus R$20.000 já estão gerando um retorno de +R$20.000. Se você vender suas ações HOJE, terá um retorno excelente.

Mas você sabe que pode conseguir ainda mais. Então decide comprar mais ações, mesmo pagando R$40, pois a tendência é que continue a valorização dos papéis da empresa.

Então os valores sobem para R$80, R$90 e alcançam a marca de R$120 até que um belo dia, inicia uma queda.

Os papéis começam a serem negociados por R$50 e no desespero de não ficar no prejuízo as pessoas vão se livrando das ações o mais rápido possível até que as ações caem para R$15 por ação.

Existem 2 coisas que são fatais para um investidor. 

01 – Otimismo exagerado
02 – Pessimismo exagerado

No otimismo exagerado o investidor acredita que não vai parar de crescer e começa a comprar mais e mais, foi o que aconteceu na grande depressão em 1929 na quebra da bolsa de Nova York.

Já no pessimismo exagerado, os melhores dias ficaram para trás, nunca mais as coisas serão como antes… vende tudo e se livra do prejuízo.

Agora eu vou te explicar o que essa história pode te ensinar sobre o Facebook.

É muito comum profissionais de marketing e empresários passarem meses com campanhas rodando no positivo, um verdadeiro sonho.

MAS… de repente os resultados começam a cair e então o que a maioria faz?

10 segundos para pensar na resposta…

Exato, a maioria simplesmente pausa o anúncio e então começa tudo novamente.

Em muitos casos essa campanha pausada era a ÚNICA campanha que estava rodando e gerando resultados para a empresa, isto é, aquele Pause significa literalmente pausar as vendas.

Agora vamos voltar para o mercado de investimentos e imaginar que você tem sua carteira dividida entre títulos e ações.

Quando o mercado começar a super valorizar uma ação específica ou desvalorizar, mesmo que em risco, você só terá uma parte do seu capital investido naquele contexto e não 100%.

Quando você tem campanhas no Facebook rodando com verbas mínimas e gerando resultados diários, um dado momento, você passa a ter volumes consideráveis.

Imagine que você tenha 10 campanhas de R$15 por dia que estão 30 leads por dia cada.

R$150 por dia e 300 leads por dia.

Porém, a construção dessas campanhas exigem a busca por novos públicos, no exemplo da Padaria, seria o equivalente a ir para novas ruas.

Quando você tem 10 campanhas diferentes, com públicos diferentes e gerando resultados diários, mesmo que pequenos, no consolidado você passa a ter um resultado mais seguro.

Esse é o tipo de campanha que você não deve escalar, apenas ir mantendo e reajustando lentamente.

Por exemplo, imagine que você está investindo R$15 por dia. Depois de 30,40 dias de campanha, você pode aumentar lentamente para R$20 reais por dia.

Até o momento que você esteja investindo centenas ou milhares de reais por dia, no entanto, ao mesmo tempo que você está aumentando suas vergas, você precisa estar criando novas campanhas de menor valor.

Em texto talvez não seja a melhor maneira de entender essa lógica, no entanto, conceitualmente acredito que essa seja a melhor maneira de explicar isso para você.

Se você quer se aprofundar nesse assunto, no nosso portal de membros iremos liberar nos próximos dias um treinamento sobre esse assunto “Plano de 5 Fases Para Criar um Planejamento Anual de Investimentos para o Facebook Ads”.

 

04 – Faça Investimentos Diversificados e Com Imãs Diferentes

Nós já falamos sobre diversificar no tipo de campanhas.

Campanha de verba limitada diária e as campanhas para serem escaladas.

O segundo ponto que você precisa diversificar são os chamados pontos de entrada, que na prática significa diversificar os seus imãs digitais.

Aqui na Marketing Com Digital nós temos cerca de 4 imãs digitais rodando de maneira simultânea.

Temos e-book sobre Conteúdo, E-book sobre Consultoria, E-book sobre Facebook Ads, E-book sobre Copy, E-book sobre Funil de Vendas.

Imagine cada e-book como um gerador de leads e consequentemente faturamento.

Diversificar as abordagens e os imãs digitais é algo extremamente importante para minimizar o risco de suas campanhas.

Algumas pessoas tem somente um imã e usam toda a sua verba em apenas uma única abordagem, isso significa que se por alguma razão aquele imã parar de funcionar ou perder em conversão, seus resultados serão prejudicados imediatamente.

Imãs Diferentes Para o Mesmo Público

Imagine o seguinte cenário:

Você está anunciando para uma audiência de 500.000 pessoas.

Você está promovendo um e-book sobre Como aprender inglês com música.

Com o passar dos dias, mais e mais pessoas irão visualizar aquele anúncio, alguns irão clicar e outros irão simplesmente ignorar, algo super normal.

O que a maioria das pessoas fazem é simplesmente trocar as imagens dos anúncios, títulos e muitas vezes o PÚBLICO. (Aqui está o problema)

É nesse momento que a confusão começa, na tentativa e erro muitos profissionais vão tentando acertar o caminho dos seus anúncios.

Em nossos testes temos percebido que manter o MESMO público e mudar o tema do imã digital ou a abordagem gera resultados rápidos e consistentes.

Vamos continuar no mesmo exemplo do Inglês.

Imagine que ao invés de insistir no imã “Como aprender inglês com música” para aquela mesma audiência por meses, seja criado e promovido um novo imã: “Como perder o medo de falar inglês”.

São abordagens diferentes que irão atrair pessoas diferentes, isto é, aquelas pessoas que não se interessaram pelo tema da primeira campanha, podem se interessar pelo tema da segunda e assim sucessivamente.

Você pode criar uma regra nos seus anúncios que exclua a tag de conversão, isto é, se a pessoa já entrou na sua lista de emails, ela não irá receber anúncios do novo imã. (Não é o objetivo desse artigo aprofundar em questões técnicas, se você quer aprender mais sobre o assunto, assista os treinamentos do nosso portal de membros que falam sobre Facebook Ads).

 

05 – Aprenda a Seguir Planos e Tenha Mentores

Um dos temas mais ignorados do mundo do marketing digital e principalmente dos anunciantes no Facebook Ads é o ROI (Retorno sobre o Investimento).

Muitas pessoas falam dele e até sabem como fazer a conta para identificar o ROI, porém, muitos perdem a noção do que significa realmente ter um retorno sobre o investimento no mundo dos negócios.

Uma empresa que consegue gerar faturamento recorrente por anos seguidos, décadas, sem dúvida é a empresa que foi construída em bases sólidas e com uma grande compreensão do que significa investir para crescer.

É importante que o leitor entenda que conseguir um bom resultado com suas campanhas de publicidade é somente a primeira parte de um plano que envolve outras fases como a venda dos produtos principais da empresa e a geração do verdadeiro lucro.

Enquanto a maioria das pessoas se concentra nas taxas de conversão, os verdadeiros especialistas em vendas online prestam atenção no lucro vitalício por cliente, isto é, quanto um cliente no médio e longo prazo irá gerar em faturamento para a empresa.

Nessa equação o ROI é medido de uma maneira diferente.

Lucro Vitalício do Cliente – Custo Por Aquisição = Número REAL do ROI.

Imagine que você investe R$50 em publicidade para conseguir um novo cliente, e no longo prazo esse cliente gera um faturamento médio de R$38 reais.

Nesse modelo a empresa irá falir, cedo ou tarde.

Agora imagine que você invista R$500 por cada novo cliente e no Lucro vitalício gera um faturamento de R$1.500.

Essa empresa está no caminho do crescimento.

Olhar para os números mais importantes é obrigatório para quem deseja ter sucesso no mundo dos investimentos.

Em alguns casos existem empresas que simplesmente estão vendo o dinheiro passar por suas mãos e acham que estão ganhando dinheiro.

Existe uma grande diferença entre Ganhar Dinheiro e FICAR com o dinheiro.

O investidor inteligente ganha, fica com ele, multiplica ele e gera excesso de capital dia após dia.
A minha recomendação é que você encontre um PLANO mestre para seguir quando o assunto for investimento em publicidade e que você tenha também mentores para lhe acompanhar durante essa jornada, além disso, é importante que você tenha uma COMUNIDADE de nível elevado para discutir questões importantes.

E aqui está o convite que eu quero fazer para você, nobre investidor.

Esse assunto “Investimento e Compra de Tráfego” é algo que será discutido exaustivamente em nosso portal de membros vip – Marketing Com Digital.

Nós estamos criando e disponibilizando uma série de treinamentos sobre o assunto, todos com a mesma meta.

Te ensina a investir para vender todos os dias.

Para você que ainda não é assinante do nosso portal de membros, faça sua assinatura agora e mensalmente receba planos atualizados de como investir em publicidade do jeito certo e como transformar anúncios em lucro de verdade.

Além dos treinamentos em formato de planos de ação, você terá acesso as palestras mensais e os encontros ao vivo, além de ter acesso a nossa comunidade vip no Facebook para discutir exaustivamente aquilo que funciona e o que não funciona.

Espero que você aproveite essa oportunidade.

Grande abraço e até a próxima.